Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Sem Fugas - por Davi Rodrigues

O que tens em teus olhos, que os aplaca sob o capuz?
Que sorrateiro caminhar me impede de ouvir tua chegada?
Andas acaso a me observar enquanto vagueio sem rumo ao luar?
Ou me espreita nas longas noites de bebedeiras?
Talvez se camufle na fumaça, após cada tragada...
Está em algum asilo ou pronto socorro, com o prontuário nas mãos?
Atrás da barra de direção, plataforma de metro, andaime, palafita...?
Talvez agarrada à cintura de um homem-bomba qualquer...?
Qual vazio deste porte pode ser preenchido?
Nas ondas do mar, na cadeira do escritório?
Ônibus, trens, helicópteros, camas...?

Talvez me encontre dia qualquer...
Não me importa
Se puder ter a chance e essa já tive, quero olhar bem no fundo dos teus olhos e dizer-te:
Morra de inveja!
Não vivi fugindo de ti!
.
.
.
.
.

Um comentário:

Ana disse...

Davi:
Inspiradíssimo!
Adorei!
Abraço.