Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

(Sem Título) - por Davi Rodrigues

.
Se com simples areia, com simples e minúsculos grãos pode se fazer isto, imagina quando o ser humano se conscientizar que é simples grão no Universo, e resolver realmente agir em conjunto? Não espere um ano novo, seja novo todo ano, o ano todo!!!
.
.
.

.
.
.
.
.

Balanço de Fim de Ano - por Jeff Oliveira

Corri.Fugi.Voltei.Lutei.Venci.Perdi.
Gritei.Falei.Bati.Fui abatido.Ganhei.Perdi.
Perdi ‘amigos’ e ganhei ‘inimigos’.
Ganhei ‘amigos’,perdi ‘inimigos’.
Recuperei amigos antigos.

Estressei.Estressaram-me.
Sorri,brinquei,fui sério.
Amei.Amei mais.E amo.
Fui feliz.Fui ao céu.Fui às alturas.
Desci às profundezas num só golpe.
Levantei-me.Voltei a andar.
Venci corridas.Fiz o improvável.Não por minhas forças,mas fiz.
O impossível aconteceu.A felicidade então me sorriu numa fresta de tempo.


Fui ausente pra uns.Presente pra outros.
Mudei.E como mudei!
Conheci pessoas novas.Conheci pessoas antigas.
Máscaras caíram,rostos se mostraram.
Uns amigos se mostraram na hora da dor.
Outros fugiram resmungando dos próprios problemas.
Descobri,afinal,os amigos in verita.

No entanto,as vitórias e a esperança foram sempre maiores.
Se não tivessem sido eu não estaria aqui.
O próximo ano se aproxima(Que redundância!)trazendo novas histórias
Novas dores,novos amores
Novas felicidades,mais experiências.
Vamos que a vida é pra frente e a roda-viva não pára.

“Mas tudo fica sustentado pela fé.” (Eu não sei na verdade quem eu sou. - “O Teatro Mágico”)
.
.
.
.
.

Aí Vem 2011... - por Adir Vieira

Nesta semana que antecede o Natal as horas diminuem com a consciência coletiva. Não temos mais sessenta minutos a cada hora, mas creio que, no máximo, vinte. Senão, por que não concluímos as tarefas diárias dentro do mesmo tempo? Chego a pensar que o mundo, nestas duas últimas semanas do ano, se conectam mais do que habitualmente, amarrando nossos passos para outros afazeres. Enfim, são tantas coisas novas... é de praxe abraçar amigos que não contatamos o ano inteiro, passar horas nas lojas a descobrir presentes para pessoas amigas e familiares, preparar ou conduzir a preparação das ceias de Natal e Ano Novo, e tudo dentro de um pequeníssimo tempo.
Ah! o tempo!
Como seria salutar termos tempo nesse período!
Como seria bom se pudéssemos ter a tranquilidade para revermos nossas atitudes durante o ano anterior, analisar nossas ações, programar o nascimento de uma pessoa melhor para o ano seguinte...
.
.
Visitem Adir Vieira
.

(Sem Título) - por Adhemar

.
Prezado Shintoni e demais amigos do “Duelos”:

Um Feliz 2011 a todos, cada um realizando seus projetos e sonhos sempre acompanhados da inspiração e disposição que nos faz botar pra fora as criações em forma de palavras. E nos encontrando aqui!
Saúde, alegria e paz a todos!
Grande abraço,
Adhemar
.
.
Visitem Adhemar
.
.

(Sem Título) - por Vera Celms

.
Quero desejar a todos os amigos, companheiros e seguidores do DUELOS LITERÁRIOS, a você SHINTONI, votos de que em 2011 se multipliquem desejos e planos, para que se multipliquem também as realizações...
2010 foi bom, mas 2011 já vem aprimorado... e que as palavras continuem nos escolhendo, seja na escrita ou na leitura, no prazer ou na missão, mas SEMPRE JUNTOS... Muitas REALIDADES FELIZES, outras tantas necessárias e inevitáveis compõem a vida de todos nós...
BEIJOS A TODOS... obrigado pela acolhida, pelo apoio, pelo incentivo e pela receptividade... SOU MUITO FELIZ POR ISSO... agora acompanhada de BRIGIT - A BRUXA DA NOITE... AINDA MAIS...
.
.
Visitem Vera Celms
.

Resoluções de Ano Novo - por Flavio Braga

Sei que todo ano é o mesmo papo, prometo um monte de coisa e no fim do ano eu vejo que não fiz nada. Mas esse ano vai ser diferente, sei lá, estou sentindo um clima favorável, um amor no coração, ou o álcool me fazendo ficar meio emotivo e chapado, não necessariamente nessa ordem. Que seja. Mas eu só vou prometer o que posso cumprir.
Por exemplo, esse ano vou enfim cuidar do meu corpo. Vou malhar, fazer exercícios, essas coisas. Mas não vai ser agora em janeiro, nem em fevereiro, março, agosto ou outubro. Só lá para o fim de novembro, para dar tempo de ficar em forma para o próximo verão, até porque para esse verão não dá mais tempo.
Juro que dessa vez paro de fumar, mas vai ser aos poucos. Agora só fumo depois do sexo, ou quando eu estiver nervoso, ou quando estiver buscando alguma ideia legal que vá mudar minha vida, ou ainda quando quero dar uma relaxada ou só quando estiver de bobeira. No resto do dia, nada de cigarro!
Quanto ao álcool, eu estou determinado a parar de beber demais. Vou beber na medida. Na medida do copo, com direitos a várias repetições. Odeio desperdício.
Também vou ser mais sincero, exceto na hora de falar aquelas mentirinhas sociais.
Vou parar de falar mal das pessoas, pelo menos na frente delas. Isso facilita na hora de arrumar menos briga, que é outra promessa para o ano novo.
Tentarei ser mais tolerante com as diferenças entre as pessoas. Chega de chamar os homossexuais de viadinhos, os brancos de vela, os gordos de rolha de poço, o pessoal do candomblé de macumbeiros, o pessoal do reggae de maconheiros, os sem-pernas de cotó ou o PT de comunista.
Vou tentar fazer uma coisa que vai fazer minha mãe ficar orgulhosa, vou parar de falar a caralhada de palavrão que falo desde a adolescência. É um vício da porra que tenho. Vou parar antes que essa mania foda com minha vida social.
Vou também ajudar quem precisa. Vou parar de rir da cara deles. Coitados, esse povo não tem culpa de tanta desgraça que acontece na vida deles.
É...Esse ano promete!
.
.
Visitem Flavio Braga
.