Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




sábado, 31 de janeiro de 2015

ATITUDE

"Há leis demais. Regras demais. Normas demais.
Códigos a seguir, regulamentos a obedecer.
Há demasiados fiscais, muita polícia pra reprimir,
muito agente pra espionar, muito guarda pra multar
e muito delegado pra prender."

"Há roteiros pra encenar, papéis a desempenhar
e espantos pra fingir.
Há peças pra representar,
governos pra nos oprimir
e poucas janelas por onde fugir."

"Tem grana pra nos subornar, chantagem pra subjugar,
déspotas pra obedecer.
Há gurus pra seguir, ilusões pra comprar e vender,
fantasias pra enganar;
religião pra anestesiar e futebol pra nos iludir."

"Há fome por combater, miséria por consolar,
desgraças pra complicar.
Há nós por se desatar, correntes pra arrebentar,
revoluções por fazer.
Gritos a dar. Tabus por cair. Amor pra distribuir."

"Há mares por navegar, há um céu pra se olhar
e a praia pra correr.
Há vida por escolher, arbítrio pra libertar, livros a escrever.
Há um Deus pra se acreditar.
Há uma vida pra se viver.
E há você e eu."



[Adhemar -  p/ SM - 02/06/2006]


Prezados,

Retorno ao Duelos com um texto 'coerente' com os tempos atuais...

Grande abraço a todos!

Adhemar

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

DESAGREGAÇÃO - George Parcker-por- Kbçapoeta








     George Parker em “Desagregação” amealhou depoimentos de cidadãos norte americanos que relatam sua experiência com a política norte americana e sua percepção de mundo.
     A cidade de Tampa, costa oeste dos estados unidos foi cenário da real catástrofe da bolha norte americana.
     O resultado de um país que deixou de produzir bem para mergulhar de ponta cabeça no rentismo. O mercado resolveria tudo, afinal os estados unidos é a potência do mundo. O baluarte do capitalismo só não contava com a bolha imobiliária norte americana.
    Depois da crise do Lhemann Brothers  o conservadorismo liderado pelo Tea Party só cresceu, a desagregação era inevitável.
    Devido a uma “esquerdofobia”, qualquer ação governamental que tive tópico ecológico era considerado de esquerda e contra os  norte americanos.
   Concomitante a esse cenário, Dean Price consegue por em prática a Green Circle, empresa que poderá melhorar em muito o mercado de combustíveis dos Estados Unidos e resolvendo o seu passivo ecológico.
   Com tradução de Pedro Maria Soares, são 488 páginas de realidade da terra do Tio Sam.


                                                               
                                                          Visitem Kbçapoeta







sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

KASPAR HAUSER - por - Kbçapoeta









Vislumbrar um sonho
Entender o mundo
Retumbar tristonho
Intentar a fundo


Ostentar vitórias
Esconder derrotas
Repensar histórias
Responder lorotas


Bondade gigante
Fechado, tão só
Maldade distante
A Morte sem dó


Europa sem filho
Um dom, um mistério.
Denota, seu brilho
Rancor, vitupério.





                                                               Visitem Kbçapoeta








domingo, 18 de janeiro de 2015

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

A Rosa do Povo - por - Kbçapoeta








       Um poeta muito subversivo para sua época chama-se Carlos Drummond de Andrade.
       Drummond fez carreira no funcionalismo público e tinha em Gustavo Capanema um fiel padrinho político.
       Na época em que fora publicado “A rosa do Povo”, poderia alguém interpretar o livro como comunista e subversivo.
       Primeiramente pelo título fazer referência ao símbolo da segunda internacional socialista.
       Drummond tem uma força imagética em seus versos que é possível visualizar o elefante que flutua, os russos em Berlim ou Charles Chaplin voando em um frango gigante sobre todas as fomes.
       Cada vez que releio “A rosa do Povo” algo mágico acontece em minha mente.





                                                       Visitem Kbçapoeta




sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

O falecido Mathias Pascal (Il fu Mattia Pascal) - por - Kbçapoeta










         Quem deseja mudar de nome, cidade e vida com muito dinheiro ?
         Mathias Pascal desejou e conseguiu.
         Cansado de ser desprezado, ter um emprego medíocre, sogra atormentadora, esposa fria e uma vida desinteressante, Pascal decide aproveitar a inexplicável notícia de sua morte.
         Andando a esmo de hotel em hotel como um legítimo burguês errante, resolve alugar um espaço mais familiar.
         Conhece pessoas interessantes, roubam-lhe uma parte considerável de dinheiro, mas, mesmo assim ele gosta da experiência sob o véu do anonimato da sua falsa morte.
         Revê sua antiga morada e percebe que as pessoas que ele abandonara ficaram muito melhor com sua ausência do que o contrário.
         É justo interferir ou não?
         Luigi Pirandello faz de Mathias Pascal o gosto do devaneio das relações humanas.






                                                             Visitem Kbçapoeta






sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

A VIDA MÍSTICA DE JESUS - por - Kbçapoeta




     Escrito em 1929, Harvey Spencer Lewis nos apresenta um Cristo mais humano, mais crível.
     A literatura popular cristã baseia-se praticamente apenas na bíblia oficial e despreza os livros ditos apócrifos.
     Lewis de um modo peculiar desmistifica o Jesus Cristo super-herói, tornando-o mais encantador e admirável.
     Os essênios, a Fraternidade Branca, o Monte Carmelo, a iniciação na cultura e misticismo egípcio foram fundamental na transformação de José em Jesus.
     O livro aborda fatos de menor interesse pelo populacho crente: a infância e adolescência do filho de Maria.
     É costume comum em diversas sociedades o homem adotar um novo nome ao iniciar uma nova etapa na vida, com o Nazareno aconteceu desta forma.
     Jesus, segundo o livro, nascera sob o nome de José por ser o primogênito. Na fase adulta, em concordância com a sua iniciação mística, adotara o nome de Jesus o cristo.
     A formação do jovem José e futuro jesus fora nobre.Tamanha erudição chegou a receber atenção dos intelectuais do templo quando o menino se apresentou para a solenidade que nos dias atuais poderia ser comparada ao B'nai Mitzvá dos judeus.
    As passagens conhecidas de Jesus e descrita com um olhar mais cético e coerente.
    A morte e ressureição de Cristo e descrita com o bom senso que a realidade impõe.
   Segundo a obra, Jesus não teria morrido literalmente,por isso o fato de os romanos não quebrarem suas pernas e retira-lo antes do tempo regulamenmtar em que os romanos retiram os condenados já mortos das cruzes.
    O motivo para tal ação se valeu de uma suspenção da condenação de Jesus a crucificação. Devido essa suspenção o retiraram da cruz antes do tempo sem quebrar as pernas como era de costume.
    Durante a sua recuperação física, Jesus aparecera aos apóstolos quase irreconhecível, como descrito na bíblia. Durante os quarenta dias subsequentes pregou aos seus fiéis seguidores e posteriormente aposentou-se da vida pública.
    Morre e é enterrado no monte Carmelo ,mas, tem seus ossos retirados anos depois por seus irmãos para continuar fomentado o mito da ressureição literal.
    Um livro interessante para quem tem curiosidade sobre esse fenômeno místico que foi e é Jesus Cristo.


         
                                                             Visitem Kbçapoeta




PS. Apesar de muitos considerarem os blogs como ecos na internet, eu desejo a quem me ler um feliz 2015



quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

A Castanhola dos Carvalhos

A árvore que plantou com amor
Vem fruto
Sombra e calor
Todos passam e querem parar 
Descansar que esplêndido frescor

A nossa árvore de Natal
Tem amigo secreto
Iluminada
Família repleta
Agregados
Segue o festival

Plantada por seu patriarca
Cultivada pela matriarca
Mantida pela filharada
Curtida por quem passa
Vem até a bicharada

A festa continua com caldo de mocotó 
Feijoada
Tira gosto
whisky
Cachaça
Cerveja
Batucada
Foi uma bela cartada

Já teve boteco
Para Ele manter viva
A sua opinião
Manteve altiva sua profissão

Vai seu fruto ao chão
Livra-se
E fica mantida
Firme com paixão

Faz história
Desde a primeira semente
Eterna é a mente
Memória habitualmente

Acolhe de braços abertos
Estendendo as mãos
Cheio de emoção
É cosmovisão

Já foi regada com mijo
Tudo que sobrava dos copos
Ela é a mesma
Imensa e forte
Foi marcada com despedida
Choro
Sorriso 
E não deixou de ser acolhida 
Permanece a tradição

Pai
Mãe
Filhos
Netos
Bisnetos
Genros
Noras 
Amigos
Todos são irmãos
E a festa continua por geração
Poty – 30/12/2014

Sai ano entre ano

Não tem novo nem velho, para mim tem a mudança de datas, meses, anos e cada momento me faz sentir mais vivo, animado para superar as dificuldades, sorridente por estar com os entes queridos, amigos e amigas e camaradas festejando as nossas realizações deste ano que termina hoje. 

Continuo com o que vem chegando. 


Agradeço a cada pessoa que conheci seja pessoalmente, virtualmente através do que escrevo e de minha participação cultural, política e social.


E aos meus queridos e queridas, valeu muito o carinho que dei e recebi.


Deixo aqui meu grande abraço caloroso, amoroso para com todos e todas que fazem parte de minha vida!
Poty - 31/12/2014