Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




domingo, 21 de junho de 2009

Estratégias Mirabolantes para Sedução de Mulheres - por Bruno D’Almeida

Lá estavam todos amontoados naquela salinha miserável para aprender a conquistar mulheres. Jovens na faixa de 16 a 97 anos, dos mais variados tipos, alguns com espinhas no rosto, outros com cabelos nas mãos. Entram os dois palestrantes do Instituto para Iniciação da Sedução. Silêncio. Quer dizer, um quase-silêncio: barulho do ventilador de teto rangendo, respirações fumegantes, dentes igualmente rangendo. O show vai começar.

Meus senhores, diz o palestrante Alex Gomes, este é o dia mais importante de suas vidas. De agora em diante, nada mais de dinheiro gasto com revistas masculinas! Nada de ficar chorando pelos cantos, agora todos vocês serão homens sedutores e saberão conquistar mulheres. Dediquei grande parte da minha vida nestes meus 34 anos de existência a entender o que se passa na cabeça de uma mulher. Tornei-me biólogo para compreender que os principais fatores que fazem uma mulher ser seduzida por um homem são puramente genéticos. Tomem nota, por favor.

O homem exala no seu suor feromônios. A mulher sente o cheiro do macho e se apaixona. Por isso algumas mulheres gostam de homens musculosos. Feromônio puro. Outras mulheres gostam de homens com dinheiro, mas não é apenas o dinheiro que as atraem. O componente ancestral da fêmea, por conta da reprodução, exige dela um comportamento de preservar a espécie. Ela gosta de homem rico porque ele é capaz de dar filhos com segurança e estabilidade para ter uma família. O primeiro passo, meus caros, é tirar a barriga ordinária e andar bem vestido. Eu mesmo conquistei minhas primeiras 14 namoradas assim. Agora, tem outra coisa importante, que meu colega André Costa Pinto vai ensinar, que é o fator psicológico. André, a palavra é toda sua.

Meu caros, diz André, eu já conquistei as mais belas mulheres do mundo usando a cabeça. Vocês precisam entender que mulher gosta é de atitude. Vou dar uma dica importantíssima. Escrevam. Faça o seguinte quando quiser pegar a uma mulher na escola ou no trabalho: Diga a ela pra esperá-lo lá fora quando sair. Se ela não estiver lá, esqueça. Ela não quer saber de você. Mas se ela estiver lá fora te esperando, com braços e pernas cruzadas, sorriso no rosto dizendo diga o que você quer falar comigo, não tem nada para falar: agarre e beije logo. Mulher gosta é de atitude.

A plateia estava mimetizada. Ontem de noite fui a um barzinho, continuava ele, mirei uma gata e disse: preciso de uma opinião sincera e peço que me ajude. Sinceramente, o que te atrai num homem? Ela gaguejando, olhando nos meus olhos, disse que gostava de homem sincero, bonito, fiel e foi olhando pra mim e projetando nos meus olhos tudo o que ela achava de um homem perfeito. Depois de 23 minutos estávamos nos beijando e nem queiram saber o que aconteceu duas horas depois. Entendam que ninguém se apaixona por outra pessoa, as pessoas se apaixonam pela imagem que projetam dessa pessoa. O segredo então, é projetar a imagem de homem perfeito que elas pensam de você.

Vamos ao teste prático. Alex chama a assistente de sala. Vanessa, se eu te dissesse todas essas coisas, o que você faria? Ah, diz ela suspirando, eu me apaixonaria por você na mesma hora, assim como por qualquer um destes homens da plateia que mostrasse metade de seus conhecimentos sobre a alma feminina. Pois é isso, meus caros, disse agora André, saiam pelas ruas a partir de hoje como novos homens profundamente conhecedores da arte da sedução. Hoje à noite vistam a roupa mais bonita, encontrem a primeira mulher interessante que vejam pela frente e tenho certeza de que será um sucesso. Na saída não esqueçam de pegar os diplomas de vocês. Era o que tinha a dizer. Muito obrigado. Aplausos demorados de pé.

Nem precisa dizer que todos saíram da palestra encantados. Receberam material didático e midiático para aprofundar os conhecimentos adquiridos e com tira-dúvidas on line durantes três semanas. O pagamento foi parcelado em 10 sem juros no cartão. Um sujeito mais afoito encontrou a bela Vanessa no ponto de ônibus e foi logo perguntando o que a atraía num homem. Quase soltando uma gargalhada, ela acenou um adeus com as mãos e entrou correndo no primeiro ônibus que passou. Quase consegui, pensou ele. Com a próxima não haverá escapatória. Maldito ônibus.



As Nossas Palavras IV - por Ana

Agora estou mais segura,
Acho que estou acertando
Usar as Nossas Palavras
Enquanto vou versejando.

Hoje cinco palavrinhas:
sete levante-se vezes
E também tem cair oito.
Publicadas há alguns meses.

Vamos então ver o que sai
Desta minha mente doida...
Nem eu mesma faço ideia
Menino! Sai cada coisa!

Sete são os pecados
Denominados capitais
Por São Tomás de Aquino,
Que o catolicismo nos traz:

Vaidade, inveja, ira,
Preguiça, gula, avareza
E luxúria... Coisas tristes
De se cultivar, com certeza...

Mas pessoas sempre erram,
Vão cedendo às tentações,
Confessando, recaindo,
Perdendo para as paixões...

Mas se você é cristão
E resvala sem querer
Não se culpe, meu amigo,
Estamos aqui para aprender...

Faz parte da natureza
Do humano (tu não sabe?)
Tropeçar nos próprios passos,
Perfeição aqui não cabe...

Se cair, por um descuido,
Levante-se, siga em frente,
Mas guarde a lição, corrija,
Procure ser diferente.

Às vezes é tão difícil!
Eu sei, estamos de acordo...
Mas os pecados são só sete...
Ainda bem que não são oito!
.

A Música de Minha Vida - por Adir Vieira

Convidada para uma Blogagem Coletiva, fiquei surpreendida comigo mesma, por não ter, especificamente, uma música para determinado momento de minha vida.
Posso atestar que sou musical desde que nasci.
Se é sim, seja ela qual for, me embala.
Confesso que meu sonho principal era ser cantora. Logo...
Na adolescência, as músicas, todas as mais tocadas, viviam em meus lábios enquanto trabalhava ou mesmo estudava. Colecionei, ouvi, traduzi, decorei, cantei todos os inúmeros sucessos americanos que um curso de inglês editou e comercializou em discos de vinil.
Em todos os momentos importantes, felizes ou cruéis de minha vida, a música esteve em primeiro plano. Mas agora, para determinar a música da minha vida, não lembro, de pronto, nenhuma.
Não acredito nessa minha afirmação e só para contrariar rebusco na memória, em segundos, enquanto revivo as passagens de destaque no meu viver e, de súbito, mais uma vez me surpreendo, por encontrá-la. Ei-la diante de mim e dos meus ouvidos, completa, verdadeira, sutil e real: WHAT A WONDERFUL WORLD.
A história que a permeia é singular, única, sofrida e sentida com todo o fervor. Era eu Gerente de Recursos Humanos de uma empresa de confecção. Atuante na área há quase vinte anos, era gata escaldada - admitia, demitia quando havia baixa de produção, sem qualquer problema. Mas, justo naquele dia, havia assinado a demissão em massa, de cerca de oitenta funcionários. A vontade de não ocupar aquele lugar na empresa, de não ser a mão que assinou os desligamentos, a grande tristeza de me colocar no lugar daqueles chefes de família, tudo isso me fazia sentir ser a última das criaturas.
E foi com esse estado de espírito que cheguei em casa, depois de rodar de carro por mais de duas horas.
Como para me chamar para a vida, ao entrar em casa, tive a maior das surpresas - meu marido, que não havia voltado para a empresa após uma de suas costumeiras reuniões com a equipe, chegou em casa antes de mim, preparou um jantar à luz de velas e me esperava com o intuito de me surpreender.
Lembro-me que ao ouvir o bater da porta, acionou o controle remoto do som ambiente e a música que se fez ouvir foi What a wonderful world.
A noite foi tão fantástica ao som dessa música... cada verso parecia sentir a minha tristeza, e o fato só foi dividido com o meu marido dois dias depois.
.
.
.



.
.
Visitem Adir Vieira
Louis Armstrong
.

What a Wonderful World (Homenagem ao Dia da Música) - por Anônimo

.
.
.
.
. Louis Armstrong

Urubus - por Alba Vieira

Manhã fria no asfalto...
Corpos enregelados, amontoados
nas calçadas frias e sujas.
Paisagem fria da cidade que acorda.
Trabalhadores rumam para as obras do PAC
em frios uniformes azuis,
robotizados, enganam os estômagos frios
com café quente nos bares das esquinas.
Crianças com blusas cor de laranja,
sonolentas, puxadas pela mão seguem para a LBV
pela longa estrada, atrás de mães disformes,
tentando vencer a sina dos dias duros e frios.
Restos do dia anterior abundam nas calçadas.
Restos humanos dormem no lixo;
fazem fogo perto da caçamba
e fumam guimbas que aquecem,
roubando o último fôlego.
Dois cavalos esquálidos descansam no muro da SUIPA.
No alto do prédio da igreja de crentes,
doze urubus pretos observam, se movimentam
e aguardam, na laje, o banquete.
Nesse recorte da comunidade, com carniça e podridão,
como no Planalto, os abutres agrupados confabulam...
Esperam para devorar o que restará dos homens de bem.



Visitem Alba Vieira...................................................
.

Albert Einstein e o Milagre da Vida - Citado por Penélope Charmosa

Pode ser que um dia deixemos de nos falar...
Mas, enquanto houver amizade,
Faremos as pazes de novo.

Pode ser que um dia o tempo passe...
Mas, se a amizade permanecer,
Um de outro se há-de lembrar.

Pode ser que um dia nos afastemos...
Mas, se formos amigos de verdade,
A amizade nos reaproximará.

Pode ser que um dia não mais existamos...
Mas, se ainda sobrar amizade,
Nasceremos de novo, um para o outro.

Pode ser que um dia tudo acabe...
Mas, com a amizade construiremos tudo novamente,
Cada vez de forma diferente.
Sendo único e inesquecível cada momento
Que juntos viveremos e nos lembraremos para sempre.

Há duas formas para viver a sua vida:
Uma é acreditar que não existe milagre.
A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.
.

Estou Lendo... - por Alba Vieira

Corpos da Alma, de Chris Griscom.



E você? Que livro está lendo?
.