Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Canção - por Marília Abduani

Os olhos fechados,
a mente vagando.
As mãos vão girando a caneta no ar.
O copo ao meu lado, cigarro queimando,
um olho na terra e o outro no mar.
A boca se abrindo, sem tino, sem nada,
ensaiando sorrisos que estão por chegar.
A feição sombria de uma enamorada,
e no ar, em fumaça, escrito: criar.
Prisão sendo aberta, liberdade doada,
As cordas batendo em meu violão.
E nesses instantes de paz alcançada,
do ventre do eterno desponta a canção.
.
.
.

Verdades - por Ana

Blusa, jaqueta, cartola,
O negro mostra o que sou.
Máscara na face risonha,
As cores mostram o que doo:

Olhos em azul-celeste,
Um pouco do céu no olhar;
Cabelos em verde-claro,
A esperança a me guiar;

Sorriso gigante em vermelho,
Otimismo a extravasar;
Base branca em todo o rosto,
Muita paz pra harmonizar.

Assim me torno um palhaço
Transmitindo, aonde vou,
Meus ideais, minhas crenças,
Até o último voo.
.
.

..................Inspirado em Palhaço, de Adhemar.
.
.

O Ser Mulher - por Esther Rogessi

.
.
.
.

Quando ‘O Criador’ fez todas as coisas, desde a porção seca até as muitas águas; dos répteis até as aves; da grama verdejante até as frondosas árvores... Quando tudo se LHE apresentou perfeito, cuidou Ele de criar o que seria mais perfeito do que toda a Sua criação: o homem!
E deu-lhe o comando, o poder, o domínio sobre toda a carne, até mesmo sobre a temível serpente... Porém, viu Deus que, sendo o homem a sua obra mais perfeita, precisaria de alguém que se equiparasse a ele... Assim, ‘por fim’... criou a mulher!
Sabendo O Senhor o potencial da ‘sua criação’... e quão audaz, sagaz, ardilosa, sensitiva, intrépida e reconhecidamente inteligente era ela - foi quem primeiro falou com a serpente, sem temor - cuidou para que esta não estivesse à frente, nem por trás do homem, mas ‘como que à frente’ - a adjutora -, posição de quem está lado a lado.
O machismo faz com que seja propagada a ideia - machista - de que a mulher proveio do homem... Não entendem o sentido metafórico tão peculiar da Palavra. Acaso não é o homem fruto da mulher?... A ordem natural das coisas mudou...? Certamente que não!
Deus fez o homem segundo a sua imagem... faria a mulher segundo a sua resta?
Não é a mulher quem primeiro o carrega no ventre?
Não é o homem nutrido por seu corpo e formado por seu sangue?
Homens se dizem cabeça, e que a mulher é seu pescoço...
O que é uma cabeça sem pescoço...?
Diante dessa falácia machista... apresenta-se uma teoria, não feminista, por defender a determinação divina de ser o homem cabeça, porém de saber ser verdadeira a Palavra quanto ao fato de que Ele não faz acepção de pessoas - que os amantes da hermenêutica não contradigam -, é obvio que o pescoço embeleza a cabeça e lhe dá direção, permite-lhe o movimento... Penso, no entanto, que se o Criador, logo após o término de Sua maravilhosa obra, percebeu que a mesma não estava completa, faltando um ‘vital desfecho’... e, tendo feito o homem cabeça, fez da mulher simplesmente o seu cérebro... Assim, ela, a mulher, não é vista... Não está à frente, nem por trás do homem, mas, contida em cada um deles...
.
.
.

Aí ô número cinco!? - por Kbçapoeta

Meus olhos acompanham com pesar a dita flama,
Manifestado com os generais e sua bazófia.
Quem abrirá a furna de seus segredos?

Corpos que nunca pereceram sob quem os reclama,
Escanifrado em degredo, registros da história.
Como será a turba de tantos medos?

Versificada intenção, gramática e prosódia.

Desvirtuados sob razão, sorumbáticos perecemos.
.
.
.
..........................................Visitem Kbçapoeta
.
.

Bateu Sentimentalismo - por Priscila Conrado

Pra ser sincera,
vou começar do final
pois o que rolou já era
o que não tem nada de mal

Pra ser direta
o que senti foi verdade
confesso ter sido incerta
só quis preservar a liberdade

Pra ser verdadeira
acabei mentindo novamente
Me apaixonei de primeira!
O que me remete à dor recente
.