Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Mário Quintana e a Poesia - Citado por Penélope Charmosa

.
Poesia não é a gente tentar em vão trepar pelas paredes, como se vê em tanto louco aí: poesia é trepar mesmo pelas paredes.



In “Do Caderno H”
.

Aristóteles (Biografia) - Enviada por Ana

Aristóteles nasceu em Estagira, na Calcídica (384 a.C. - 322 a.C.). Filósofo grego, aluno de Platão e professor de Alexandre, o Grande, é considerado um dos maiores pensadores de todos os tempos e criador do pensamento lógico.
Aristóteles figura entre os mais influentes filósofos gregos, ao lado de Sócrates e Platão, que transformaram a filosofia pré-socrática, construindo um dos principais fundamentos da filosofia ocidental. Aristóteles prestou contribuições fundantes em diversas áreas do conhecimento humano, destacando-se: ética, política, física, metafísica, lógica, psicologia, poesia, retórica, zoologia, biologia e história natural.
É considerado, por muitos, o filósofo que mais influenciou o pensamento ocidental, a exemplo das palavras que ele criou e que passaram para quase todas as línguas modernas (atualidade, axioma, categoria, energia, essência, potencial, potência, tópico, virtualidade e muitas outras). Sua influência também pode ser percebida na obra “A Divina Comédia” de Dante Alighieri, já que toda a astronomia dantesca se funda em Aristóteles e seus comentadores.
Foi chamado por Auguste Comte de “o príncipe eterno dos verdadeiros filósofos”, por Platão de “o leitor” (pela avidez com que lia e por se ter cercado dos livros dos poetas, filósofos e homens da ciencia contemporâneos e anteriores) e, pelos pensadores árabes, de o “preceptor da inteligência humana”. Por ter estudado uma variada gama de assuntos, e por ter sido também um discípulo que em muito sentidos ultrapassou o mestre, Platão, é conhecido também como “O Filósofo”.

Obra
A filosofia aristotélica é um sistema, ou seja, a relação e conexão entre as várias áreas pensadas pelo filósofo. Seus escritos versam sobre praticamente todos os ramos do conhecimento de sua época (menos as matemáticas).
Embora sua produção tenha sido excepcional, apenas uma parcela foi conservada.
O conjunto das obras de Aristóteles é conhecido entre os especialistas como corpus aristotelicum.

O Organon, que é a reunião dos escritos lógicos, abre o corpus e é assim composto:
Categorias (análise dos elementos do discurso)
Sobre a Interpretação (análise do juízo e das proposições)
Analíticos (Primeiros e Segundos) (análise do raciocínio formal através do silogismo e da demonstração científica)
Tópicos (análise da argumentação em geral)
Elencos Sofísticos (tido como apêndice dos Tópicos, analisa os argumentos capciosos)

Em seguida, aparecem os estudos sobre a Natureza e o mundo físico.
Física
Sobre o Céu
Sobre a Geração e a Corrupção
Meteorológicos

Segue-se a Parva naturalia, conjunto de investigações sobre temas relacionados.
Da Alma
Da Sensação e o Sensível
Da Memória e Reminiscência
Do Sono e a Vigília
Dos Sonhos
Da Adivinhação pelo Sonho
Da Longevidade e Brevidade da Vida
Da Juventude e Senilidade
Da Respiração
História dos Animais
Das Partes dos Animais
Do Movimento dos Animais
Da Geração dos Animais
Da Origem dos Animais

Após os tratados que versam sobre o mundo físico, temos a obra dedicada à filosofia primeira, isto é, à metafísica. Não se deve necessariamente entender que metafísica signifique uma investigação sobre um plano de realidade fora do mundo físico. Esta é uma interpretação neoplatônica.

À filosofia primeira, seguem-se as obras de filosofia prática, que versam sobre Ética e Política.
Ética a Nicômaco
Ética a Eudemo (atualmente considerada como uma primeira versão da Ética a Nicômaco)
Grande Moral ou Magna Moralia (resumo das concepções éticas de Aristóteles)
Política (a política, para Aristóteles, é o desdobramento natural da ética)

Existem, finalmente, mais duas obras:
Retórica
Poética (desta obra conservam-se apenas os tratados sobre a tragédia e a poesia épica)



Fonte: Wikipédia
.

Nega-me - por Poty

.
Nega-me o teu amor, a tua indiferença, a tua raiva, a tua insensatez, mas nunca a tua liberdade, porque não viveria.



Visitem Poty
.