Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




sábado, 31 de agosto de 2013

Memórias do Cárcere, de Graciliano Ramos - por Ana


Graciliano Ramos foi preso na Ilha Grande durante o Estado Novo.  Este livro registra sua permanência no presídio, trazendo-nos um relato ao mesmo tempo de feições pessoais e históricas.  Ele nos mantêm prisioneiros de sua narrativa, mas, sobretudo, de sua escrita magnífica.  Seus neologismos inesquecíveis e a genialidade originalíssima com que manipula a língua portuguesa são atributos únicos em sua obra.
O efeito desta estória em mim foi tão forte que, indo à Ilha Grande, fui visitar o presídio em que ele esteve.  Apesar de estar em ruínas, consegui ler mensagens escritas nas paredes, andar por semicorredores escuros, entrar em pedaços de celas minúsculas.  Podia sentir as angústias descritas por ele, ouvir as conversas políticas, gelar com o pavor que surgia por um amigo torturado, sentir náusea com a comida intragável, tremer com o frio daquelas caixas de cimento.
E pensava no algo que muito me corroía por dentro lendo suas Memórias: e se ele tivesse morrido? E se ele tivesse morrido???
.