Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




domingo, 8 de dezembro de 2013

Para Ler Como um Escritor: um guia para quem gosta de livros e para quem quer escrevê-los, de Francine Prose - por Alexandre

 
 

 
Vale a pena ler


O começo do livro foi para mim um tanto monótono, mas depois que comecei a encontrar verdadeiras preciosidades de observações sobre como grandes autores criavam suas obras, passei a dar mais valor ao livro.

Gostei muito do que encontrei no capitulo Dialogo. Aprendi muito. Não pensei que um dialogo pode nos transmitir tantas coisas. Ou mesmo os Gestos, uma vez apropriados podem salientar certas características de um personagem.

Mas o que mais gostei de ler foi o capitulo Aprendendo com Tchekhov e Ler em busca de coragem. O primeiro nos mostra que Tchekhov lidava muito bem com detalhes, descrições e o método de envolver o leitor — habilidades marcantes. Em Ler em busca de coragem, encontramos motivações para enfrentar as dificuldades que o escritor encontra frequentemente: a insegurança de começar um livro, os processos complicados da edição estética do livro do escritor iniciante, o medo das editoras e o mais temível — pelo menos pra mim— a divulgação. Pois um livro que ninguém conhece, ninguém compra, ainda mais se não aparecer no Jô — rs. Permitam-me citar um trecho do referente capitulo: “Se a arte exigiu a vida de (Issac) Babel, podemos certamente enfrentar qualquer inconveniência ou esforço que pareça exigir de nós.”

Sinto-me encarregado de impugnar o “acréscimo à edição brasileira de Italo Moriconi” por ser enfadonha e especulativa. Concordo que os leitores brasileiros iriam se familiarizar com a obra mais facilmente com algum comentário sobre nossa graciosa literatura. Mas Moriconi o fez de forma desagradável. O digo por “seu capitulo” se perder em reflexões que, a essa altura do livro, são desnecessárias por já terem sido citadas por Prose. (Se quiserem podem ver meu comentário sobre isso no meu histórico de leitura, do mesmo livro.)

Nossa, que resenha grande! Vamos terminar logo então.

Recomendo Para Ler Como um Escritor pois nos dá uma visão muito ampla sobre as opções que temos para escrever romances e contos. Mesmo que “de cara” seja chato, insista. Mesmo que não goste do capítulo do Moriconi, termine. Foi o que eu fiz :).
.