Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Para InEx, da Inox - por Ana


InEx, minha cara InEx...
Não fique assim desolada...
Se o Duelos 'tá quietinho,
Vamos dar uma acordada.

Então eu quebro o silêncio,
Eu semeio no deserto,
Faço brotar palavras,
Chamo os amigos pra perto.
 
Mas eu devo corrigi-la:
Já houve duelos sim!
Eu duelei com o Gio
E com a Raquel. Aqui!
 
Foram duelos longos,
Que me deixaram um vazio...
A Raquel, codinome "Ninja",
O "Monge" era o amigo Gio.
 
Eu era a tal "Samurai"
Que não perdoava ninguém.
Houve até duelo em chat,
Plateia e torcida também.
 

Segredos, não sei se alguém
Aqui os quis revelar,
Sendo um espaço público,
Acho difícil encontrar...
 

E se a Alba viajou,
Logo ela deve voltar
E nos brindar com alegrias
Quando voltar a postar.
 
 
É... Música não tem mais...
Eu gostava tanto delas...
Mas nos arquivos do Duelos
A gente encontra... Deveras!
 

E já que no seu castelo
É a solidão que impera,
Trago aqui, sem devaneios,
Uma santa proposta a vera.
 
Venha com sua loucura,
Deste castelo distante,
Abra a porta secreta,
Espie por um instante:
 
Se é contenda que quer,
É contenda que terá.
Eu aceito um seu duelo
Se assim te agradar.
 
É só escolher o tema
Ou a forma, 'cê quem sabe...
Pode escolher as armas...
Te digo: prefiro o sabre...
 
Pode criar personagem,
Soprar vento aterrador,
Exercitar nos embates
O seu dom "poetador",
 
Desafiar os vocábulos,
Descer da torre brilhante,
Decidir que vai ficar...
Numa armadura ofuscante.
 
Assim achará um sentido?
Irá se reconhecer?
Parará com o palavrão?
Encontrar-se-á com você?
 
Irá se desesconder?
As palavras vão te guiar?
Você guiará as palavras
Falando o que quer falar?
 
As respostas eu não sei,
Você é quem sofre seus ais.
Mas algo eu posso afirmar:
A ideia do blog é DEMAIS!
 
E seguindo esta ideia,
Paro os questionamentos,
Torno público o desafio,
Dou um direcionamento:
 
Com "arte e senso crítico",
E com muitas inspirações,
Eu te convido, amiga,
Prum duelo de leões!
 


Resposta a "Deserto" e "Saudade", de InEx TrEe FaLLs.
 
Referência aos seguintes duelos: "A Ninja x A Samurai" e "A Samurai x O Monge".


 

Favela - por Alba Vieira


Avisto ao longe um aglomerado de casas,
Tão iguais na cor tijolo das paredes sem reboco,
Diferentes no tamanho,disposição, número de pavimentos.
Algumas sobressaem por artefatos enfeitando as paredes.
Outras se escondem no fundo das vielas.
Favela...
Abrigam tanta gente, que é igual e diferente,
Irmãs nas dores de um presente sem futuro,
Diversas sendo o berço de sementes que vão brotar,
Apesar de nascerem em condições tão adversas,
Essa mesma dificuldade superada as fará belas.
Penso na energia que emana desse bairro,
Que no silêncio da madrugada esconde os gritos.
Tantos sonhos reprimidos, tantas mágoas,
Assombros, horrores, desenganos, um mundo desvalido.
Mas, entre tantos embriagados que só sofrem
Ainda há aqueles que insistem em viver,
Que fazem da dura escalada a sua sorte.
E, moldados pela restrição hão de crescer.
E sua força os guiará sempre em frente.
Sua vontade há de imperar na desolação.
Levarão com eles outros tantos seguidores
Menos obstinados, mas propensos à imitação.
E essas sementes explodirão em frutos doces,
Filhos de árvores majestosas com raízes muito fortes.
E é assim que esse Brasil de sul a norte
Através do seu povo se desenvolve.
O poder público amplia seu papel nesse momento,
Mas é a natureza de cada um que garantirá o crescimento.


                                                        Visitem Alba Vieira




Cônjugues - por S. Ribeiro



à outra ele inflama
tudo verte mobiliza
o tédio lhe enche o
dia com espaços até
que se encha com
sabor de fêmea

de mim pouco estima
vista cansada braços
fracos de mim nada
detém ele permanece
engolindo o que nunca
tira do lábio dela
 

Visitem S. Ribeiro


 

Quem Não Luta Por Seus Direitos - por Tércio Sthal

NÃO É DIGNO DE TÊ-LOS.
       (RUI BARBOSA)



















LUZ, ESPELHO E IMAGENS
TÉRCIO STHAL

Tem muitas pessoas com o canudinho na mão
querendo fazer a sangria e sugar o sangue
de quem trabalha o dia todo, e todo dia.
 
Uns veem colarinhos brancos e os admiram,
outros nem tanto, mas seguem sem prumo
e sem saber qual deve ser o melhor rumo.

Correm pra cá e pra lá, de um para outro lado,
em areia movediça afundando, ou em piso falsos
patinando ou deslizando sem o devido cuidado.

Indo para trás, para o alto, ou para frente,
e caindo sempre no buraco por desatenção
ao tempo presente e a devida interpretação.

E quando olham para baixo, como detê-las?
Não veem o horizonte, nem a sua extensão,
já não sabem ver sequer o céu e as estrelas.

Existe uma luz, e ela não está apenas no fim do túnel,
quem a encontra oportunamente é o grande vencedor,
de mero espectador passa a ser protagonista-construtor.

Quem olha somente para os espelhos e seus reflexos
jamais pode ver a verdadeira luz e o seu brilho intenso,
somente verá as distorções ou configurações sem nexo.

Se o mundo todo e todo mundo estiver à beira do caos,
sejamos diferentes e façamos a diferença, sem viver a esmo,
assim, no que depender de nós, o mundo não será mais o mesmo.
 

Visitem Tércio Sthal                  



 

Luis Fernando Verissimo, Direita e Esquerda - Citado por Penélope Charmosa


É “de esquerda” ser a favor do aborto e contra a pena de morte, enquanto direitistas defendem o direito do feto à vida, porque é sagrada, e o direito do Estado de matá-lo se ele der errado.

 
 

Selo “Prêmio Dardos” - Recebido de DAS

 
 
 
 
Este é o “Prêmio Dardos”, que dá a cada blogueiro reconhecimento de seu valor, esforço, ajuda e transmissão de conhecimento todos os dias.
Enviado por nossa escritora do Duelos, DAS, do blog DAS.

Regras

1. Você terá que aceitar e colocar em seu blog, juntamente como nome da pessoa que lhe deu o prêmio e o link do seu blog.

2. Você terá que oferecer o prêmio para 15 blogs que são merecedores deste prêmio.
E não se esqueça de avisá-los sobre a indicação.
Conforme shintoni, a indicação vai para os blogs de todos os autores.
 
O Duelos agradece, DAS! 
 
 


quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Ela em seu momento de deleite - por Poty (Erótico)




Sua vontade é imensa
Toda louca de excitação
Com prazer incessante
Intenso
Sofre de tanto prazer
Muita emoção
Acontece várias vezes seu orgasmo
Chega a ejacular também
Treme
Grita
Geme
Mexe
Remexe
Só falta pular da cadeira.
Poty – 20/04/2013

Sentada com pose - por Poty (Erótico)




Você sentada
(quase deitada!)
Bem à vontade
De pernas
Semicerradas
Entre - abertas
Eu a observar
Sua pose
Parece convite
Ali querendo tocá-la
Sem aguentar!
Você esperando
Fico sem saber o que fazer
Percebo que teu corpo me convida
Seu olhar aflito,
Mas gritante
Saltitante
É a senha para eu atacar,
Mas vou delicadamente
Você sorridente
Querendo ser amada
Naquele sofá!
Poty – 19/04/2013

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

"As Aparências Enganam", de Tunai e Sérgio Natureza - por Ana


As aparências enganam
Aos que odeiam e aos que amam
Porque o amor e o ódio
Se irmanam na fogueira das paixões
Os corações pegam fogo e depois
Não há nada que os apague
Se a combustão os persegue
As labaredas e as brasas são
O alimento, o veneno, o pão
O vinho seco, a recordação
Dos tempos idos de comunhão
Sonhos vividos de conviver

 As aparências enganam
Aos que odeiam e aos que amam
Porque o amor e o ódio
Se irmanam na geleira das paixões
Os corações viram gelo e depois
Não há nada que os degele
Se a neve cobrindo a pele
Vai esfriando por dentro o ser
Não há mais forma de se aquecer
Não há mais tempo de se esquentar
Não há mais nada pra se fazer
Senão chorar sob o cobertor
.
.
.
.
.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Ferreira Gullar e a “Nova Canção do Exílio” - Citado por Penélope Charmosa

Minha amada tem palmeiras
Onde cantam passarinhos
e as aves que ali gorjeiam
em seus seios fazem ninhos
Ao brincarmos sós à noite
nem me dou conta de mim:
seu corpo branco na noite
luze mais do que o jasmim
Minha amada tem palmeiras
tem regatos tem cascata
e as aves que ali gorjeiam
são como flautas de prata
Não permita Deus que eu viva
perdido noutros caminhos
sem gozar das alegrias
que se escondem em seus carinhos
sem me perder nas palmeiras
onde cantam os passarinhos
.

Mário Quintana e as Poesias - Citado por Penélope Charmosa

.
O que os poetas escrevem agrada ao espírito, embeleza a cútis e prolonga a existência.



In “Do Caderno H”.
.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Hermógenes - Citado por Alba Vieira

No tempo, existimos.
Na Eternidade, somos.
No tempo vivemos, mas sem tempo para rasgar a rede fantasma com que o próprio tempo nos limita e nos impede de ser Eternidade - o sem-tempo - que seremos, que fomos, e nunca deixamos de ser.
.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Mário Quintana e os Sinônimos - Citado por Penélope Charmosa

.
Esses que pensam que existem sinônimos, desconfio que não sabem distinguir as diferentes nuanças de uma cor.



In “Do Caderno H”.
.

Ferreira Gullar e a “Morte de Clarice Lispector” - Citado por Penélope Charmosa


Enquanto te enterravam no cemitério judeu
do Caju
(e o clarão de teu olhar soterrado
resistindo ainda)
o táxi corria comigo à borda da Lagoa
na direção de Botafogo
as pedras e as nuvens e as árvores
no vento
mostravam alegremente
que não dependem de nós



In “Na Vertigem do Dia”.
.
.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Deserto - por InEx TrEe FaLLs


Não há palavras
Nem duelos
Nem segredos
 
O silêncio
Impera
Ordenando
Devaneios
 
Num castelo
distante
Reina um solitário
Louco

 

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Cecily von Ziegesar e a Confiança - Citado por Ana

 
Não sou egoísta. Apenas valorizo a única pessoa do mundo em quem eu posso confiar: eu mesma.
 
P.S. - Há controvérsias...
.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Mário Quintana e o Poema - Citado por Penélope Charmosa

.
Um poema que ao lê-lo, nem sentirias que ele já estivesse escrito, mas que fosse brotando, no mesmo instante, de teu próprio coração.



In “Do Caderno H”.
.
.

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Jornada - por Alba Vieira

.
Pés que não se cansam de andar
Desenham a rota que leva ao infinito
E jamais retornarão sem histórias pra contar



Visitem Alba Vieira
.

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Hermógenes - Citado por Alba Vieira

Aquela jovem, linhas bonitas e sorrisos fáceis, vida-promessa, é uma expressão do Absoluto.
Este velho, pobre resto de vida, escombro de gente, em sua miséria fétida, com sua feiura e dor, também é expressão do Absoluto.
Os iludidos limitam o Infinito, e acham que está em alguns, noutros não; que está em certos lugares e não noutros.
Os iludidos não conhecem o milagre da equanimidade.
Os “que têm olhos de ver” veem o Invisível sob todas as aparências, sejam atraentes, sejam repelentes. É por isto que as perdas não os deprimem nem os lucros os corrompem.
.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Cesare Pavese e o Amor - Citado por Ana


O amor tem a virtude, não apenas de desnudar dois amantes um em face do outro, mas também cada um deles diante de si próprio.
.