Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




segunda-feira, 15 de junho de 2009

Charada - por Alba Vieira

Quem conta comigo nunca fraqueja.
Sou eu quem o sustenta na desilusão.
Ando de braços dados com quem confia.
Empresto força aos que não têm pão.

Uma lembrança das crianças de outrora,
Um ser que hoje quase não se vê,
Um inseto em pose de quem ora,
Preciso dizer mais pra quê?

Quem me desconhece se deprime.
Sou o alento quando o pior ocorre.
Afinal não é o que sempre dizem:
Que eu sou a última que morre?



Visitem Alba Vieira
.

4 comentários:

_Gio_ disse...

A última estrofe entrega =). Prefiro não entregar também, quero ver pessoas se manifestando!

escrevinhadora disse...

Assim nao vale, ficou fácil. Mas, e se não for a esperança....rsrs.?

_Gio_ disse...

Será que não é? hauhauhauhauhauha

Ana disse...

Ah... Assim não teve graça a charada...
Mas a poesia ficou legal!
Beijo!