Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Tá Tudo Liberado! - por Gio

.
.
.
.

Essa semana que passou, estava tomando café e vendo o jorn... Pausa.

Acordar cedo e levantar a tempo de tomar café vendo o jornal de manhã tem sido um evento raro para mim, já que faz um mês que eu chego atrasado à faculdade por conta do sono. Então, uma situação de uma raridade como essa merece um pouco mais de destaque. Vamos recomeçar:

Numa das raras vezes que consegui levantar cedo esse mês – coincidentemente, semana passada –, eu estava vendo o jornal e vi uma notícia q... Mais uma pausa.

É a segunda vez que eu levanto cedo no mês, e é a segunda vez que eu acordo com uma notícia catastrófica. Se continuar nesse ritmo, até o fim do ano acordo com repórteres decretando o início do Apocalipse. Melhor continuar dormindo meia hora a mais... Erm, o show tem que continuar, então meu relato prossegue:

Numa das raras vezes que consegui levantar cedo esse mês, eu estava vendo o jornal e me deparei com uma notícia que me deixou... A minha reação eu expresso depois, o fato é que tiraram a obrigatoriedade do diploma de Jornalismo para exercer a profissão. Bom, para justificar uma decisão estapafúrdia, só mesmo uma desculpa mais estapafúrdia ainda: a exigência do diploma feria a liberdade de expressão.


Han?


É, é isso mesmo. Infelizmente para mim (e para todos nós), isso não era o Saturday Night Live – por motivos óbvios – e nem eu estava delirando de sono. Acho que o nosso Judiciário precisa dar uma checada no Aurélio, para rever seus conceitos sobre algumas palavras. “Liberdade” certamente é uma delas; no meu tempo tinha outro significado.

Uma vez, em uma aula de Ensino Religioso (que, de religião, não se aprendia nada), aprendi a sutil diferença entre “liberdade” e “libertinagem”. A partir do momento que um ato livre passa a causar dano a outra pessoa, ou mesmo privar parte da liberdade dessa, a liberdade vira libertinagem. A diferença entre “graffiti” e “pixação” segue a mesma linha.

Para mim, essa decisão foi exatamente isso: transformar a liberdade em libertinagem de expressão. Permitir que pessoas sem a mínima formação tenham direito a serem chamadas de “jornalistas” estende o alcance deles, mas fere a minha liberdade, o meu direito de receber material de qualidade.

A faculdade de Jornalismo não existe à toa. Nos meios de comunicação, precisamos de pessoas que saibam falar ou escrever corretamente, que saibam expressar suas ideias, e que saibam ser imparciais. Precisamos de pessoas com o mínimo preparo, que tenham um nível técnico o suficiente para gerar e apresentar reportagens de qualidade. Perdemos toda essa garantia com a “liberdade”...

Para não-jornalistas já existem os comentários, cartas do leitor, colunas, blogs, Twitter e tantos outros meios de comunicação. Um selo custa 10 centavos, contas de e-mail são na maioria gratuitas, e uma hora na lan house custa menos que uma passagem de ônibus. Ninguém é privado de se expressar: hoje em dia, só não fala quem não quer.
.
.
.
Postado, originalmente, em 21/06/2009.
.
.
.
Visitem Gio
.

Feliz 2010 a Todos do Duelos - por Alba Vieira

Que nossas mentes criativas possam produzir muito para o nosso blog, como se fôssemos os elementos de um jardim encantado que juntos, sendo terra, água, sol, cuidados, sorrisos, olhos de amor, palavras abençoadas ou apenas vibrações de esperança, permitíssemos a magia da explosão de beleza de flores multicoloridas, habitando o mesmo espaço e traduzindo o mesmo sentimento de amor ao expressar a natureza perfeita e dadivosa.
Beijo a todos e votos de paz, saúde e amor.
.
.
.
Visitem Alba Vieira
.

No Ritmo - por Duanny

.
.
.
.
Feche as janelas, as cortinas, tranque as portas e liga o som. Vamos nos sintonizar, eu e você, em uma única vibração, em uma melodia apreciada apenas por nós. Vem comigo, não olhe pra trás e não repare na decoração, deixa o som te levar que eu te levo comigo, pra um lugar só meu, só nosso.

Não posso te ouvir então grite comigo, mas grite pra valer, se quiser mesmo ser ouvido vai ter que ser assim. Não estou definindo minhas regras só estou te avisando, isso pode ser um pouco perigoso não?

Entra nesse ritmo, eu sei que você pode, sei que você consegue, então me pegue de jeito e me faça entrar nessa sua dança.

Minha vida é uma longa estrada, às vezes penso que chegou ao fim, mas é só uma curva, tenho de levar comigo esse ritmo, essa música. Vem comigo que eu faço tudo valer a pena, vamos encontrar aquela sintonia que chega a enlouquecer, não sou mais tão novinha, posso ouvir o que você tem pra me cantar, então vai logo, não vou esperar, tenho que ir andando nessa minha estrada.

Feche os olhos e entra nesse ritmo, dança comigo a noite inteira, sem se preocupar, me leve para o mais alto volume, me faça ouvir aquela nota que só você alcança.

Será mesmo que tudo isso vale a pena?

Larga de ser clichê, se não valer a pena, muda a sintonia e dança de novo, só que pra mim.
.
.
.
Visitem Duanny
.

Letras de Paz! - por Esther Rogessi

.
.

.
.
Letras... Que soltas, pouco são
Pouco dizem... Porém na união...
Transformam o mundo.

Dão novo rumo... ao perdido, sem direção!
Letras em paz, palavra CAPPAZ...
De renovo, sopro de vida ao morto,

Simbolismo da paz maior... Seja onde for...!

Cinco letras que unidas formam a palavra AMOR!
.
.
.
.....................................Visitem Esther Rogessi
.