Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Estou Lendo... - por Ana

 
Cosmos, Caos e o Mundo que Virá: as origens das crenças no apocalipse - Norman Cohn
 
.
E você?  Que livro está lendo?
.

Ao que Passou - por Marília Abduani


O que um dia foi ventura
fez-se agora esquecimento
A canção virou lamento.
O que um dia foi poesia
fez-se agora tempestade.
Lembrança virou saudade.
O que um dia foi amor
fez-se agora a velha história.
Ternura virou memória.
O viver virou tormenta
Fez-se em treva a claridade.
Fez-se em derrota a vitória
um passo pra eternidade.

 

.
.

Perdão - por Raquel Aiuendi

Perdão funciona como equalizador de forças convergentes ou divergentes. Através do perdão há o inverso (aparente) de grandeza, onde a vítima é mais forte que o agressor, onde a força é canalizadora e convidativa à equalização, onde efeito surpreende a causa como proponente de um novo efeito, tornando, assim, a causa da nova situação.
Sob a gerência da Lógica (Amor), o perdão é uma das disciplinas que se sujeitam a Ela. As relações são estabelecidas através da Lógica ou se desestabelecem pelo caos (ausência da Lógica), a ordem paralela que submete a desestrutura, a ilógica. O caos pode ser uma ordem paralela, mas jamais terá a grandeza da Lógica, uma vez que caos é perda da Lógica.

.