Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Só no Susto - por Adhemar

Sabe aquele momento em que a gente procura um confinamento voluntário? Aquele momento tão nosso, importante e necessário?
Como está difícil separar um tempinho pra gente, pra gente ficar sozinho, fazer uma reflexão… Uma reflexão sem interferência, onde a gente exercite a cabeça, o coração, e não a nossa paciência!Sabe aquele momento em que a gente procura ficar quietinho? Aquele momento tão nosso, de repouso, de ficar quieto no nosso cantinho?
Por que é que está tão difícil? A gente sem tempo não pára, não reflete sem interferência porque alguém solicita uma urgência e, quando a gente percebe, o tempo passou, se cansou de esperar pelo descanso; e volta pra luta o guerreiro, outro momento virá, e não vem, e não vem…
Sabe aquele momento em que de repente morre alguém?!



Visitem Adhemar
.

Amor - por Moita

Se amor é insensatez
ou doença contumaz
é dívida sem liquidez
que o devedor só refaz.
A vacina é ineficaz
não se cria robustez.
O coração é incapaz
de resistir outra vez.
Se o amor, não sei quem faz;
desamar, não sei quem fez.

.

Memory - por Mellon

Se eu fosse contabilizar, provavelmente descobriria que passo ao menos 1/5 da minha vida evitando pensar nas pessoas que, por algum motivo ou outro, saíram da minha vida.
No final do ano essa proporção sempre aumenta.
Nessa semana, estava no carro e olhei para a direita. E percebi que passo do lado do seu prédio há 3 meses, pelo menos 5 vezes por semana. Não sei como demorei tanto a me tocar que aquela rua era a sua. Ou como durante três meses eu nunca tinha parado o carro naquele ponto. Ou como em três meses eu nunca tinha parado o carro naquele ponto e não havia nenhum carro no caminho, entre a minha janela e o seu prédio.
Mas enfim, eu vi. E admiti para mim mesma que lembrei de você. Então pronto, é isso. fique sabendo.
- Conte mais.
E o seu bairro é uma merda. Todos os dias que passo lá, xingo todas as pessoas que dirigem ali. Xingo todos os pedestres folgados que resolvem atravessar justamente quando o farol abre para mim. Todos os taxistas que resolvem manobrar e acabam trancando a rua. Xingo todos os executivos que se acham maneiros saindo do trabalho nos seus Audis ou C3.
Mas, especialmente, eu xingo a sua rua. E, no fundo, não é porque o trânsito lá é desgraçado. É porque ela é sua, e só sua.


Visitem Mellon
.

Amor - por Raquel Aiuendi

Há amor que é um idealismo
de perene ilusão
pois quem diz que amor
tem outros `ismos´
no coração.
Que é o exercício
de convencer o outro
em favor de si próprio
criando uma relação
de constante litígio
repugnante opróbrio
a ferir a emoção.
Que é eterna luta
de tornar real
seu próprio oásis
serena discórdia essa labuta
trazendo mal
no lugar de pazes.

.

Adolesempre - por Raquel Aiuendi

falar amigos
é sempre assim privilégio
sem essa de diários-colégio
e de falar sozinha, só comigo.
falar amigos não é compromisso
nem missa, por que isso
não se compra
e "para todo o resto
haverá sempre um mister-"cardo.
falar amigos…
eles são, eu sou, nós somos:
Isso é tudo, í!

.

Amor - por Alba Vieira

Do amor só os bobos sabem…
E seguem enganados
Enquanto pensam que conhecem
Aquilo que, não sentindo,
É de todo impossível saber de verdade.

Porque aquele que de fato ama
Sabe que nada sabe,
Nada espera,
Apenas sente, recebe.
E como criança
Ainda se espanta,
Tudo oferece
E, às vezes, reclama.

.

Rio de Janeiro - por Raquel Aiuendi

As pessoas estão enrudecidas e é uma situação que muita das vezes se apresenta como resultado de uma opção.

.

Meu Anjo é Negro - por Raquel Aiuendi

Se eu tivesse um anjo
Ele seria negro… ou indígena
Se anjo tivesse raça.
Se eu tivesse alma
Ela seria incolor
Se alma tivesse cor
E então seria invisível.
Se o amor existisse
Não acabaria nunca
Mas amor é abstrato.
Tudo o que se tem
De tudo isso
É a expressão
Da criação humana
Muitas vezes linda
Outras vezes nem tanto.
Depende muito
Do artista que a concebe.
Na verdade:
se arte é plenitude
Deus é arte.

.

Noite de Chuva - por Ana


Há coisa mais linda
que uma noite de chuva?
Para mim…
Eu que não saio de casa…
que só vejo televisão,
que leio livros no sofá.
Qualquer noite é fascinante
seja de estrelas ou de chuva.


Inspirado em “Noite de Chuva”, de Raquel Aiuendi.
.