Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Bolo Inglês - por Raquel Aiuendi

Já fiquei tonta
já me deu falta de ar
logo depois do almoço
me deu vontade de vomitar
perdi a fome
vontade de fazer xixi
e na hora de acordar
voltar a dormir
pensei em sair e…
na mesma hora em voltar
é uma confusão
fiquei tonta de montão
toda vez que tentam
me fazer engolir
o que não consigo falar
apartheid é a palavra
que quero ignorar.

.

Triângulos Amorosos - por Casé Uchôa

Os três vértices da figura geométrica plana, curva fechada simples, polígono de três lados, são menos exatos e menos precisos que a definição euclidiana, rigorosa,
posto que cada um deles é um coração.
E um coração, meus amigos, é polidimensional
Estrutura complexa de vasos, artérias e sentimentos.
Músculo não musculoso, já que é tão frágil,
o coração, na verdade, é cristal.

Triângulos amorosos são perigosos
O baricentro, ponto de equilíbrio,
não é facilmente encontrado
e, na maior das vezes,
ao final da brincadeira
sobram cacos cortantes,
dilacerantes,
solitários.

No início, um pra dois.
No final, três pra nenhum.

.

Pílulas de Sinceridade (Parte 2) - por Mellon

“Te deram um bolo porque ‘tive uma reunião no trabalho’? Te deram um pé na bunda com a justificativa ‘não é você, sou eu, estou confusa’ ou ‘preciso me dedicar ao trabalho’?
A solução é muito simples.
Pílulas de sinceridade. Todos seriam obrigados a tomá-las. É isso mesmo, ditadura na cabeça, empurra na garganta de todo mundo, cara!
Imagine. Se todos fossem sinceros, haveria menos sofrimento no mundo. Haveria dor, é claro. Mas o sofrimento, ah, esse seria mais raro.
Ex-namorados não gastariam mais horas sofrendo, chorando e tentando imaginar o real motivo do pé na bunda. ‘Não gosto do seu cabelo’, ‘Você cospe quando fala’, ‘Sua mãe é uma megera’. Pronto. Afinal de contas, ninguém é idiota o suficiente para acreditar na clássica ‘o problema não é com você, é comigo’.
Haveria menos guerras também, garanto. ‘Só quero o petróleo e estou pouco me ferrando para quem vai morrer no meu caminho’, ‘Sua filha não quis se casar comigo e eu quero o trono, Majestade’, ‘Não sou ariano, mas só curto loiros de olhos azuis’.
Uma vez li: ‘A dor é inevitável; o sofrimento, opcional.’ Criem pílulas de sinceridade e vamos acabar com essa palhaçada.”
.
.

Yang, Yin - por Raquel Aiuendi

Alô seu Chifrin
E aí, paisano Sartre
Aqui vai tudo bem
Bem mal ou
O mal vai bem
Violência ano inteiro
Idem carnaval
Também período pascal
Mesmo jeito natal
Até reveillon
Não tem solução
Para o brasileiro
Mesmo o estrangeiro
Estamos numa correnteza
Insana
Reflexo da natureza humana.

.Jean-Paul Sartre

Esplendor dos Chakras - por Alba Vieira

.
.
.
.
.
.
A intenção de postar imagens neste blog
é propiciar inspiração para textos referentes a elas.
.
.
.

Pro Seu Padecer - (Anônimo)

(Paródia da música “Só pro meu prazer”, de Leoni)


Fica quietinha, escutando, eu vou dizer
E repetir absurdos pra você…
Vai tudo bem mal com minha auto-estima
Já bebi e tal, já bebi legal, táá…

A cada dia eu invento
nova tormenta, eu faço, eu tento
De coerência eu não entendo,
Você é quem toma, eu nunca penso.

Enchendo o saco, pode crer!
O seu maior tormento eu sou
E te desposei…
Pro seu padecer…
Pro seu padecer…

Voltando eu tôô
pro boteco, eu vou beber,
e aumentar bem assim o seu sofrer
Quando eu chegar vai estar tudo errado
E se não gostar…
Fica de quatro… fica de quaatroo…

Toda semana eu decreto:
- Té, morre agora, que eu te enterro
Caixão barato e qualquer jeito,
Nada de flores pra você
Antes de um mês eu já casei
Qualquer vagaba é melhoor

Porque te desposei
Pro seu padecer
Pro seu padeceer
.

Tempo Perdido - por vestivermelho

Me fiz casulo na esperança de virar uma linda borboleta.
Passou dias e dias, noites e noites, a cada sol uma esperança
O casulo foi secando ficou quase sem vida.
Acordei em uma escuridão, casulo não tem luz
Em vez de uma linda borboleta
Estava me transformando em um corpo sem alma, sem amor sem vida…
Saí do casulo em tempo de ser uma linda, porque não?
MULHER

.

Sendas - por vestivermelho

Vida nova
Sonhos novos
Caminhos abertos

.

ABC-9 - por Raquel Aiuendi

São sons que saem do solo
Brasil em brasa e brasões
Cantando os cantos e canções
Tanto tesão, temos, tudo tolo
Emoções emolduradas, emaciadas
Igrejas, ilhas, infância
Consideráveis conceitos, consciências
Demandas danadas de demência
Afetividades abraçadas à ânsia
De dividir doses de dimensões
zangadas, zelosas ou zoadoras.

.

In Lucidez - por Tiago Conrado

Num momento, in lucidez,
Descobri que os problemas são as nossas soluções.
Dentro de cada problema encontramos uma grande corrente com falsos elos de fracasso que se quebram em mil pedaços formando uma cortina bloqueando qualquer reação de coragem para combatermos o que nos amedronta.

.

Solidão... Estado de Espírito - por DAS

Resposta pronta: estar em um lugar cheio de gente e ainda assim sentir-se só!
Estar só… às vezes é mais um estado de espírito.
Quando a gente se sente triste a solidão tem um peso enorme e machuca… Mas quando se está bem, tranquila, ela pode ser uma companheira muito acolhedora.
Além do pensar em sua vida, seus planos, seu dia, seu trabalho… vc tem um tempo só seu pra perguntar a si e responder com honestidade sobre suas próprias dúvidas.
Você. A única pessoa com quem pode ser verdadeira, sem drama, sem dengo… ou pode se dar ao luxo de ser tudo isso e mais: piegas, sentimentalista, chata, arrogante…
Uma terapia.
E quando vc diz ‘chega’ e sai do casulo, deixa pra trás toda a angústia, chateação, incerteza (…) que tinha antes. Sente-se bem mais leve. E o melhor: pode voltar sempre que precisar.
Mas entre essas idas e voltas… nesse intervalo… o que acha de tentar enxergar o que tem de legal ao seu redor e vivê-las? Tudo faz parte, quando a gente quer se sentir bem.
O ser humano tem uma capacidade incrível de ver as coisas de acordo com seu estado interior: quando ‘queremos’ nos afundar num mar de tristeza e solidão, o sol, o vento, a lua (…) tudo é um motivo pra se sentir pior. E, por outro lado, essas mesmas coisas podem ser um motivo pra levantar a cabeça e agradecer a Deus pela vida que temos!
O que fazer quando parecemos sem forças pra levantar? Quando a gente quer rir, mas vem junto as lágrimas e elas não são de alegria?
Desistir de tudo e entregar os pontos? Nem pensar!
Tente ajudar alguém… (?!)
Às vezes, quando tentamos dar uma força pra alguém, o que fazemos para ajudar ou os conselhos que damos são os mesmos que esperamos ouvir. Doação é uma faca de dois lados.
Vai dizer que não se sente melhor quando consegue arrancar um sorriso?
Comece por aí… No final, perceberá que sua tristeza tem fim, sim! E sua solidão também!


“Uma vela nada perde quando, com sua chama, acende outra que está apagada.”
Orison S. Marden
.