Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




terça-feira, 10 de novembro de 2009

Metamorfose Ambulante - por Fatinha

Querido Brógui:

Estava eu, há poucos minutos, conversando com uma grande amiga, HL. Nessa conversa, externei um pensamento. Tenho uma teoria (aliás, sou cheia de teorias) de que meus pensamentos tornam-se mais palpáveis quando os divido com um ouvido de confiança.

Fico muito feliz com a capacidade que tenho de me reinventar de quando em quando. Como sabiamente disse Raul Seixas: “Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo.”. Então, de quando em vez eu me pego a mudar e essas mudanças me fazem sentir cada vez mais viva, cada vez melhor, cada vez mais consciente de que sou senhora do meu destino. Meu caminho não está traçado, minha vida é uma estrada em construção, parte asfaltada, parte já cheia de buracos, parte sendo já recapeada, parte ainda mero esboço numa planta.

Qual foi a grande mudança? Tentar encontrar um certo equilíbrio, como meu amigo André me alertou há alguns meses e na época eu não fui capaz de compreender. Ele disse que se preocupava comigo por achar que eu estava colocando todos os ovos em uma só cesta. Certíssimo.

A palavra de ordem agora é “diversificar”. Ou “ampliar”. Ou “abrir”. A vida pode ter mais cestas, mais ovos e ser mais legal.
.
.
.
Publicado, originalmente, em 24/07/2008.


Visitem Fatinha
.