Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Olá, Adeus e Até Logo... - por Ana

Hoje venho dizer olá.

A você que montou o blog.
A você que passa por aqui, lê e participa.
A você que gosta e deixa comentários interessantes e motivadores.
A você que, anônimo, nos acompanha sem dizer palavra.
A você que entra, esperando uma coisa e vê outra.
A você que ri de nós porque acha tudo maluquice ou desperdício.
A você que estranha tudo porque este é um mundo tão diferente do seu.

Olá às idéias criativas.
Olá aos que compartilham.
Olá aos que incentivam.
Olá aos observadores.
Olá aos curiosos.
Olá aos bem-humorados.
Olá aos estrangeiros.

Um olá de alegria e satisfação por existir este espaço,
por participar deste grupo,
por agradar a alguns,
por entreter outros,
por ser, às vezes, algo novo,
por divertir as pessoas,
por espantar sem ferir.

E assim como agora sorrio,
espero que o mesmo sorriso enfeite vocês
- por dentro e por fora -
pelas mais diversas razões,
muitas vezes, todos os dias.

A todos vocês, portanto, deixo o meu olá,
um adeus para 2008,
e um até logo, pois volto amanhã, no ano que vem.

.

Oração para Lidar com a Desgraça - por Alba Vieira

Que hoje eu consiga manter a tranqüilidade mesmo que seja provocada.
Que eu permaneça aberta para o novo mesmo que os padrões em que esteja envolvida sejam antiquados e ultrapassados.
Tomara que eu consiga manter tranqüilo meu coração, que minhas costas não fiquem enrijecidas, que os meus olhos não mostrem o espanto de minha alma assustada diante de tanto absurdo. E é claro que isto é possível porque, na realidade, minha alma não se espanta mesmo, porque ela está acima de tudo isto. Eu, enquanto personalidade, é que posso sofrer e resvalar, mas a alma não. Ela se mantém íntegra, suave, alheia a todo estardalhaço, e poder sorrir calmamente de tudo é sua força.
Então peço a Deus que deixe que somente minha alma se apresente no dia de hoje, que ela esteja à frente, que possa me defender e me conduzir. Que a minha sombra se enfraqueça e eu pare de ranhetar e espernear.
Eu quero hoje agir de forma adulta e equilibrada, certa daquilo que sou, sem esperar aprovação ou buscar reconhecimento, entendendo que o mais comum neste mundo é o contrário mesmo.
Preciso não me deixar abalar diante do absurdo das situações, do distanciamento dos que estão perto e tinham por obrigação envolver-se, opinar e até mesmo me defender.
Quero viver a solidão de minha alma, expressando sua força e temperança.
Sei que na vida há momentos assim, em que tudo parece dar errado. São momentos difíceis de suportar, quando queremos fugir, cair por terra ou morrer para nos livrarmos da dor. Nesta hora, o que ajuda é saber que eles passarão porque nada é permanente, nem o bom nem o ruim.
Que eu tenha serenidade para esperar a virada que ocorrerá, sem dúvida.
Que eu seja guiada pela minha intuição para buscar o que for melhor para a minha vida.
Que, diante das opções que forem surgindo, eu possa escolher a que for melhor, sem precipitações.
Que meu Eu Superior me aponte o caminho com sinais que hão de surgir na hora exata para que eu os receba e utilize nesta jornada tão penosa em que se transformou meu cotidiano.
Que eu guarde em mim toda a força do espírito, me permitindo conectar com as esferas elevadas, afastando os sentimentos de raiva que só podem atrair para mim mais dificuldades e dor.
Permita Deus que eu não deseje vingança, que não rogue pragas, que não queira o mal dos meus opressores. Que, antes, possa compreendê-los na sua pequenez, perdoá-los, seguindo adiante livre do seu jugo, que não encontrará em mim afinidade ou ressonância.
Que assim seja.
.

Cegueira - por Alba Vieira

.
O pior cego é aquele que se impede de enxergar os ensinamentos que a vida quase esfrega na sua cara.
.
.

Promessa - por Alba Vieira

Rasgo a noite
Em espera ansiosa
Pelo luminoso alvorecer
De minha nova vida,
Como um cometa
Que enquanto atravessa o céu
Desenha, em seu negror,
Um caminho de luz.
Que seja, o cometa,
Para aqueles que testemunharem sua passagem,
A anunciação de novos tempos.

.

Teimosia - por Alba Vieira

.
O aprendizado do teimoso é mais árduo porque ele resiste a si mesmo.
.
.

Triste Solidão - por Alba Vieira

Desfilar como porta-bandeira da sua dor sem dar-se conta de que a escola já passou é, solitariamente, negar a evidência de que a vida continua apesar de você e de sua eterna mania de remoer.
.

Caixinha de Costura - por Ana

Eu vivo de costurar
pra fora e dentro também.
Com o dinheiro que ganho
só faltou comprar um trem.

Construí a minha casa,
mobiliei, aparatei;
casei todos os meus filhos,
que viviam como reis.

Mas as costuras que faço
da forma mais preferida
são as atitudes que traço
no tecido de minha vida.

Com a régua marco o caminho,
com a fita meço a distância
entre o possível e o sonho
e corrijo a discrepância.

Com a linha costuro amor,
finalizando cada veste
que protege as relações
que um dia, vida, me deste.

Com bordados variados
realço, de cada pessoa,
as principais qualidades,
claro que, sempre, as boas.

E assim coso meus dias,
um a um, tranqüilamente,
guiando o tecido na agulha
devagar, pacientemente.

.

Palavras Tardias - por Luara Lua

No nosso lugar
que já não era comum...
e agora você viu
talvez, pela última vez...
E disse que eu estava linda...
ah! Mas o que importam
palavras agora tardias
num tempo
em que a minha vida
e minhas flores
não são mais da noite
são do dia...

.

Renascer - por Raquel Aiuendi

A felicidade do renascer…
é um privilégio de quem se coloca na condição de humano…
Uma dádiva que nos é concedida.

.