Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Laços - por Gio

.
.

.
.
Por mais cético que se seja, é impossível não perceber um certo nível maior de “ligação” que alguns seres humanos têm. Certas pessoas simplesmente parecem que foram destinadas a se dar bem.

Chame de afinidade, telepatia, ou “culpe” uma vida passada por isso: o fato é que há pessoas que parecem se prever, se conhecer profundamente desde o primeiro instante que tiveram contato, parecem saber cada necessidade do outro. Isto é raro, e, quando acontece, não se deve jogar fora. Amizades existem aos montes; pessoas que te entendam perfeitamente, nem tanto.

O problema é quando essa ligação é “tomada por garantida” - a pessoa acha que ela é base forte o suficiente para sustentar a relação - seja ela amizade ou relacionamento -, e desculpa boa o suficiente para perdoar e esquecer qualquer mancada.

Do contrário, ter uma pessoa que sabe como você é... ou melhor, que pensa como você, pode ser bem útil, e até mesmo divertido. É sempre bom saber que, no meio da multidão, ao menos alguém te compreende.

Ultimamente andam subestimando a minha inteligência, e abusando da minha já-não-tão-abundante paciência... Quando eu estiver prestes a estourar - escrevam - vou ouvir a velha história da “ligação especial”. Algo soando familiar pra você?

Laços fortes? ♪ Que se danem os nós... ♪, vou desamarrar o da minha tolerância, antes que ela estoure!



Visitem Gio
Ana Carolina, Totonho Villeroy

Chico Buarque em “Brejo da Cruz” - por Kbçapoeta

A novidade que tem no Brejo da Cruz
É a criançada se alimentar de luz
Alucinados, meninos ficando azuis
E desencarnando lá no Brejo da Cruz

Eletrizados cruzam os céus do Brasil
Na rodoviária assumem formas mil
Uns vendem fumo, tem uns que viram Jesus
Muito sanfoneiro cego tocando blues

Uns têm saudade e dançam maracatus
Uns atiram pedra, outros passeiam nus
Mas há milhões desses seres que se disfarçam tão bem
Que ninguém pergunta de onde essa gente vem

São jardineiros, guardas-noturnos, casais
São passageiros, bombeiros e babás
Já nem se lembram que existe um Brejo da Cruz
Que eram crianças e que comiam luz

São faxineiros, balançam nas construções
São bilheteiras, baleiros e garçons
Já nem se lembram que existe um Brejo da Cruz
Que eram crianças e que comiam luz
.
.
.
.
.
.
Comentário de Kbçapoeta em Viver de Luz, de Alba Vieira:
Não duvido do poder que transcorre em nossa mente, mas estamos tão condicionados ao hábito de comer, que hoje em dia torna-se quase impossível. Claro que sempre haverá quem consiga. E interessante que Chico Buarque tem esta música falando desse tema.
.

As Nossas Palavras XXI - por Lélia

As pessoas que se vão, jamais voltam; como uma flecha perdida que não se encontra nunca mais no meio da floresta ou uma palavra dita que é lançada ao vento. Estas três coisas têm em comum o fato de terem sido afastadas de nós para sempre. Mesmo que as pessoas que se ausentaram retornem, não serão as mesmas, nunca. Por isso, quando estou com alguém que vale a pena, aproveito a oportunidade, sabendo que a pessoa naquele momento é única, irrepetível, assim como eu.
.
.

Sentindo o Inesperado - por Alba Vieira

Meu grande amigo, desde que fiquei sabendo do que está acontecendo com você, só tenho um pensamento: que esteja agora sendo chamado a desenvolver um trabalho mais refinado em outras frentes de assistência, em outras esferas.
Pensei em como me sentiria se estivesse no seu lugar, tentando ter essa vivência. E então, me vi muito triste. Não por receio do que viria depois, mas em virtude da falta de opção na concordância em ir e pela tão súbita convocação.
Refleti e imagino que o tempo irá lhe trazer a compreensão e a calma para viver esse momento tão importante de sua vida. É que já está pronto e precisam de você agora atuando de forma diferente.
A sua essência, de tanto brilho, compassiva e evoluída, nada teme, lamenta ou fraqueja. É só alinhar-se com ela.
O trabalho que vem desenvolvendo por tantos anos em nosso hospital, tão diferenciado, competente e humanizado, marcou profundamente a vida de todos que um dia foram tratados por você e cada uma dessas pessoas, reflete o sentimento de Amor em sua direção. Existe, nesse momento, um entrelaçamento de auras e sendo assim, você não está sozinho, pode ter certeza.
Estarei a seu lado em pensamento e, se puder ser útil em qualquer circunstância durante esse processo, é só chamar que estarei perto.

E tudo que você tem sido permanecerá impresso em nossos corações.
.
.
.
Visitem Alba Vieira
.

Festa do 6º Barão - por Kbçapoeta

Venha para festa!
Receba versos, divagações,
Teorias abstratas e baratas
Junto com belas palavras.
Adorarias escutar?
Queixo-me a você,
Pois você nunca iria contar.
Pérolas e fases
Que a lua transcorre
Dentro desse estrangeiro coração.
Não posso evitar
As tardes de verão
Com aquele clima gostoso de outono.
Ceda seu carinho!
Seda é sua pele
Quando ouso tocar.
Murmuro em pensamento
Verdades e defeitos
Que não posso falar.
Deixo a caneta
Sem tinta, sem pauta.
Para ela não delatar
Com minha própria letra,
A palavra que me trai



Visitem Kbçapoeta
.
.