Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Melancolia - por Anônimo

Melancolia - um certo distanciamento.
Um dos modos possíveis de se estar na existência.
.

Tristeza

Crie um texto sobre este tema e deixe aqui, em “comentários”, que nós postaremos.
.

Ana

.
Sou Ana, a que faz feliz
(é o que todo mundo diz).
.
Na vida fui psicóloga mesmo antes de cursar a faculdade, na medida em que sempre ajudei as pessoas
a encontrarem o sentido, o entendimento
e a coerência em suas vidas.
.
Sou a irmã mais velha de onze
e tudo que já vim sabendo
ou tive que aprender com as experiências da vida
procuro passar para os que me cercam,
hoje também escrevendo, aqui do Rio de Janeiro.
.
Sol em Touro (como Zaira Leite e S. Ribeiro),
lua em Gêmeos (como o André Dametto)
e ascendente Sagitário (como Jorge Queiroz da Silva).
.
.

Urgência

Crie um texto sobre este tema e deixe aqui, em “comentários”, que nós postaremos.
.

Sinceridade

Crie um texto sobre este tema e deixe aqui, em “comentários”, que nós postaremos.
.

Reflexões

Reúna suas reflexões e deixe aqui, em “comentários”, que nós postaremos.
.

Humor

Crie um texto engraçado e deixe aqui, em “comentários”, que nós postaremos.
.

Mudança

Crie um texto sobre este tema e deixe aqui, em “comentários”, que nós postaremos.
.

PARTICIPE TAMBÉM!

.
88 PESSOAS JÁ PARTICIPAM DO DUELOS!


COMPONHA UM TEXTO SOBRE QUALQUER TEMA LISTADO NAS CATEGORIAS
(OU PROPONHA OUTROS), DEIXE AQUI EM “COMENTÁRIOS” OU ENVIE PARA O E-MAIL shintoni@terra.com.br, QUE SERÁ POSTADO.
.
.
AGRADEÇO A TODOS VOCÊS QUE COLABORAM E NOS PRESTIGIAM!
.
.

Alpendre das Almas

Crie um texto sobre este tema e deixe aqui, em “comentários”, que nós postaremos.
.

Consolo

Crie um texto sobre este tema e deixe aqui, em “comentários”, que nós postaremos.
.

Destino - por Raquel Aiuendi

Guri na curva
Por onde todos passam
Como vai crescer?
.

Alba Vieira

Moro no Rio de Janeiro, mas sou cidadã do mundo!
.
Adoro a solidão,
mas vivo cercada de gente por todos os lados.
.
Virginiana, tenho lua em Leão e ascendente em Aquário.
.
Médica por profissão, tenho alma de artista, que considero a profissão mais importante do mundo porque traz vida e brilho às pessoas.
.
Gosto de cantar, pintar e escrever.
.
Valorizo a simplicidade como bem mais importante
e sigo observando as pessoas, a vida e a mim mesma.
.
.
.

Kalim Autuori

Kalim Autuori é uma artista impressionista da Zona Oeste do Rio de Janeiro, oriunda de uma família de artistas plásticos: seu pai, Gouvêa, e sua mãe, Norma Autuori, passaram aos filhos essa técnica do impressionismo espatulado.
Kalim trabalha com pintura em tela, parede, tecido, pátina, dá aulas de pintura etc.
Suas telas expressam equilíbrio de cores e luzes; expõe no Rio de Janeiro, em Brasília... e suas obras chamam atenção de todo admirador do impressionismo.
.

Harmonia Profundo Mar - por Kalim Autuori

.
.
.
.
.
.
A intenção de postar imagens neste blog
é propiciar inspiração para textos referentes a elas.
.
.
.

A Morte Não Mata... - por Paulo Chinelate

Amigo...
A Morte não mata...

Não mata nossa memória
Nossas esperanças
Fica a história
De quando crianças

Se a morte não mata
Chorar por ela pra quê
Mesmo que o amado pai parta
Só por que mais não o vê?

A morte não mata
O Espírito Imortal
E ao final a gente constata:
Vive do lado de lá bem normal.
.
.
.
Resposta a “Carta para Meu Pai”, de Vicenzo Raphaello.
.
.
.
.

Bailando - por Luiz de Almeida Neto

Vai você aí
com essa ginga de me deixar de cara
com esse seu corpo
de não me deixar participar
e eu vou seguindo.

Vai você aí
com essa sua cintura
de não me deixar dizer nada
de me fazer virar piada
e eu vou seguindo.

Vamos ver quem tem razão
se eu estive solto
seu cabelo também solto
resistindo à paixão,
como quem não quer nada
sei que não sou nada
de machão.

Vamo que dá
e a gente se acomoda
triste de quem se incomoda
de quem não sabe a nota
da nossa canção
pra visualizar
essa nossa troca
de saia-e-calção.

Vai que dá certo
e eu me arrumo
pra dá nó eu assumo
e até perco o prumo
e deixo de ser esperto.

Tô todo remendado
como seu gingado
e não é tão fácil
esquecer você tão ágil
tão frágil.

Sem me dizer
que é tão fácil
me fazer de otário
esquecer o itinerário
da sua casa,
fazer pouco caso
dos meus casos
da minha instrução
se seu aperto de mão
já é um contágio.

Rebola,
que só isso
já faz a gente
se apaixonar
já faz a gente
se encontrar
de noite
tarde
e não demora,
e não faz mal.

A gente se enrosca,
faz um gingado,
um rebolado,
como quem não quer nada.
E amanhã
Quem sabe o que vai acontecer amanhã
Podemos nem nascer.
.

Folia - por Alba Vieira

Acordei feliz,
Saí de joaninha,
Cantei marchinha...
.

Morte

Crie um texto sobre este tema e deixe aqui, em “comentários”, que nós postaremos.
.