Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Abandono - por Ana Maria Guimarães Ferreira

.
.

.
.
Abandono do lar
Abandono do incapaz
E do que é capaz
Abandono material
E do espiritual
Abandono intelectual
E do que não é normal
Abandono afetivo
Desapego emotivo

Quando você abandonou
Nosso lar,
Nossas coisas materiais
E espirituais
Nossos livros
Nosso encontro intelectual
Até mesmo nosso amor
Tudo o que era normal
De repente
Virou anormal

Senti o abandono afetivo
Do desapego
Do apego perdido
Do amor escondido
E reprimido
Sofrido
Sentimento invisível
Que me consumiu
Uma sensação
Estranha
Indecifrável
Esquisita
De que tudo
Tem um fim
Até os sonhos se acabaram
Se transformaram em nada
Em impossível
De ser
De ter
Sem você
Esse olhar inexistente
Que não sinto mais em mim
De tua voz agora muda
Que não fala
Aos meus ouvidos

Só sei
Que eu fui morrendo aos poucos
Em todos esses anos
Que fiquei esperando por você!



.

Um comentário:

Ana disse...

Ana Xará:
Olá! Tá sumida, heim?!!!
Adorei sua poesia!!!
Lembrei daquela poesia maravilhosa "Ordem de Despejo" assim que li aqui o verso "Abandono do lar".
Esta também está demais! Parabéns!
Beijo.