Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




domingo, 14 de novembro de 2010

Pimenta - por Alba Vieira

Pimenta malagueta ensolarando o meu prato.
Pimenta que traz fantasias na ponta do meu garfo.
Vermelhinha e pontuda, esperta e como brilha!
Aguça o sabor da comida, realça o amor à vida!

Pimenta atrevida que esquenta e empolga.
Diz-se de criança peralta que quase nos endoida
De tanta travessura, que não para quieta!
- Alusão ao condimento que incrementa a dieta.

Faz suar, dá energia, é puro calor!
Se usada com critério, tem grande valor.
Indianos que o digam: não dispensam a iguaria.
Sempre a pimenta nos seus pratos mantendo o fogo da vida.

É o remédio mais barato que existe pra depressão.
Acende, tira do tédio e dá o maior tesão!
Quem não sabe que é afrodisíaca, na certa já dançou.
Vermelho é a cor do pecado, a pimenta do amor.

Os baianos entendem o que eu digo, pra eles é natural:
Pimenta de todo tipo pro cardápio ficar legal.
Depois é aquela leseira que acaba sempre em sesta,
Pra logo mais tá novinho aprontando a maior festa.

Bendito condimento fálico
Que ajuda a não falhar!
É a inspiração da divina natureza
Que espanta olho gordo e deixa a energia. BELEZA!
.
.
................................Visitem Alba Vieira
.

2 comentários:

Ana disse...

Adorei, Alba!
Muito legal!
Beijos!

Ivi Medau disse...

Oi,Alba!
Nunca li nada tão simpático sobre a pimenta.
Por falar em "faz suar", toda vez que como alguma coisa com pimenta, suo nas pálpebras! (risos). Um beijo!