Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




domingo, 14 de novembro de 2010

Ô, Preguiça! - por Fatinha

Querido Brógui:

Tenho andado com preguiça de escrever. Estava meio que me sentindo culpada por isso, afinal de contas, assim como a maioria das pessoas, fui educada para pensar que preguiça é uma coisa feia. Isso ficou tão arraigado em mim que até nos domingos, o dia universal da preguiça, eu levanto cedo para não fazer nada porque tenho a sensação de que não fazer nada de pé é menos ruim do que não fazer nada deitadinha embaixo dos lençóis.
Então, hoje estou assumindo publicamente meu lado preguiçoso, aquele que quer que o mundo acabe em barranco para poder morrer encostado. Não sem culpa, é claro. Anos de terapia ainda não conseguiram me livrar desse sentimento cada vez que sucumbo ao doce far niente.
Muito a contragosto, liguei o computador pra dar uma olhadinha na minha caixa de entrada. Vixe! Coisa que não acaba mais, deu até vontade de chorar. Deixei isso pra amanhã, no melhor estilo Scarlet O’Hara e fui cair na página do Mário Quintana, de quem eu sou fã. Sabe o que eu achei? A seguinte frase: “A preguiça é a mãe do progresso. Se o homem não tivesse preguiça de caminhar, não teria inventado a roda.”
Fiquei aliviada. Se Mário Quintana que é Mário Quintana vê algum valor na preguiça, não sou tão má pessoa assim.
.
.
Postado, originalmente, em 03/11/2008.
.
.
Visitem Fatinha
.

2 comentários:

Ana disse...

Fatinha:
Como sempre, corretíssima em sua lógica e absolutamente hilária!
Beijos.

Tais Luso disse...

É, fomos educados de uma maneira que o certo é trabalhar, fazer, construir algo. Morrer trabalhando é a glória! É coisa de gente de bem. E crescemos com a culpa até de dormir um tiquinho mais pela manhã num final de semana! Aquela coisa... Deus ajuda a quem madruga!

rsrs, graças, estou conseguindo me livrar disso, mas leva um tempinho... Afinal, pra que trabalhar tanto, onde iremos com o resultado disso? Nossa, esse texto está bom demais pra ir falando... Durma bastante, fique na preguiça!!

Beijos
Tais Luso