Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




domingo, 31 de janeiro de 2010

Menos que Fronteira, Parte Distância - por S. Ribeiro

erramos erramos e esquecemos este exato momento

sonhamos tramamos consideremos os travesseiros que assim sem ousadia não nos tenho

corpo sim porque não inventas algo para que paremos e reivindiquemos aos sábios, momentos

em silêncio denuncio formas de amuleto formas de silêncio verdades no limite

da minha mão solta e suja
manufatura de fronteiras
eis que invoco aos deuses dum plano ou de um morro
que te esqueça no rio fronteiriço de
meus pés

me puxe que temos entre nós somente pelos não cercas eletrificadas
me mostre além de meu país tuas tundras tuas vergonhas teus espelhos
.
.
.
Visitem S. Ribeiro
.
.

Nenhum comentário: