Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Tema do Mês de Fevereiro: Amor Virtual

.
.
Caríssimos amigos:
.
.
Hoje foram postados os textos referentes ao tema do mês de fevereiro: “Amor Virtual”,
sugerido por ZzipperR e vencedor da enquete de janeiro.
.
.
.
Participantes:
.
.
Aaron Caronte Badiz
.
.
.
.
Dália Negra
.
.
.
Lélia
.
.
.
Penélope Charmosa
.
.
.
.
Soraya Rocha
.
.
.
.
.
Muito obrigado a todos que colaboraram com esta “blogagem coletiva”!
.
.
Um grande abraço!
.
.

4 comentários:

S.Ribeiro disse...

Novidade ou na falta de um poema mais intenso


Um homem enraizou-se aqui, todo ou as
partes plenas. Seus olhos verdes são inegáveis, a
tarde também; mas há a pressa que
esconde o medo, mal interpretando-o.

O silêncio é uma constante, parece que
esperando minha morte, desidratando meus
fatores e meu homem
de fantasia.

Ivi Medau disse...

Votei muito para que este tema fosse o escolhido.
POstarei um texto muito em breve.
Um beijo à todos!

Ivi

Vera Celms disse...

AMOR/AMIGO VIRTUAL


Não lhe conheço os olhos,

Não sei do calor da sua pele,

Seu cheiro, não imagino,

Sei que em algum lugar deve existir um elo,

Algo que liga nossa existência,

Por mais que me distancie lhe atraio,

Por mais que me distancie quero lhe atrair,

Posso não me importar com sua distancia,

Nem mesmo com a sua proximidade,

Mas, me faz bem saber que me procura

Que me quer,

Seu pulso viril se faz sentir,

No seu olhar virtual,

No seu pouco gesto,

Parece –me tão familiar sua silhueta,

Suas poucas palavras, não guardei,

Todas as minhas negativas, rebateu com um único talvez,

E abateu-as todas, de uma só vez,

Mas voltou... só não sei porque,

Nem por quanto, só tempo dirá...


Vera Celms

Manhosa LobaVirtual disse...

Era... Pegar ou Largar...

Paixão...
Ela surge
... acontece...
Fica presente...
Ela é independente...
Derruba qualquer barreira...
Na distância ela é Virtual...
Nasce... cresce... vive...
Marca... arranha cria raízes... profundas...
Se torna natural...
Queima nosso corpo...
Nos deixa frágil...
Joga com todos os sentimentos...
Nada mais importa...
Só vale viver... intensamente ...
Compartilhar o todo que só nos dá alegrias...
Faz o coração palpitar mais forte...
Em um simples toque...
... um simples suspiro...
Paixão é dádiva sem cobrança...
Ela prende... suga... sempre quer mais...
Como a abelha... recolhe o melhor néctar...
A cada ato... renova-se...
Com ou sem blefes...
Tudo que tenho sonhado...
Corri... busquei... apostei...
Apostei fixas boas...
Apostei alto...
Sem disputa... pois era eu a minha antagônica...
Apostei contra os medos...
Quebrei a banca...
Estou pagando pra ver...
... risos...
Esta já selado meu destino...
Embaralhei nossas vidas...
Tudo é nosso... enquanto for...
... è pra valer...

(Manhosa)