Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Virtuosidade - por Dália Negra


.
.
Minha vingança é ser outra na rede
Te rastrear até te trazer pra mim
E rastejar até te matar de sede
Me fingir tua do início ao fim.
.
.
Após te prender em laços primorosos
Ver-te buscar-me por todo lado em vão.
.
Se regozijam, meus olhos criminosos,
Sabendo-te triste, com o coração na mão.

2 comentários:

Tércio Sthal disse...

Qual a razão de ser,
qual a graça,
de transformar-se
numa farsa?
(MITSUO AIDA)

Tércio Sthal disse...

EM CENA
TÉRCIO STHAL


Quero que caiam as máscaras,
o jogo de cena e seus disfarces,
quero que ressurjam as pessoas
revelando suas próprias faces.


Eu quero que cada circunstância,
cada momento, cada interveniência,
seja de grande valia e importância
e possa me servir como referência.


Vou preferir permanecer em cena
não quero desistir do que acredito,
vou lutar por algo que valha a pena
mesmo que tenha que correr perigo.


Quero entender o que diz a bula,
para não fazer coisas sem sentido,
e compreender até voz de mula,
para aprender avaliar o que digo.


Se tiver que atravessar o deserto
vou beber água, água e mais água,
como o camelo que sabe, por certo,
como pesam, nas costas, as cargas.