Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




terça-feira, 11 de agosto de 2009

Mote do Gio I - por Gio

.
Mote
Ando sempre, ando em círculos
Déjà vu em cada instante
É apenas mais um ciclo
Nesse mundo roda-gigante



Com o carro em movimento
Aperto o play, o rádio eu ligo
Ouço o hit do momento
Regravação de som antigo

Aula nova, quem prepara
É um professor estreante
Eu conheço esse cara!
Ele me deu aula antes

Ando sempre, ando em círculos
Déjà vu em cada instante
É apenas mais um ciclo
Nesse mundo roda-gigante

Tiro a manhã de folga
Para ver algo de novo
Passeio, nada me empolga
Mesmo ali é o mesmo povo

Chego em um bar diferente
Pra me sentir renovado
Peço um chá-mate quente
É o que estou acostumado...

Ando sempre, ando em círculos
Déjà vu em cada instante
É apenas mais um ciclo
Nesse mundo roda-gigante

Divórcio, fim da união
Procuro livrar-me da dor
Os motivos da separação
São charmes no meu novo amor

Os charmes então viram brigas
Vira stress o compromisso
No meio de tantas intrigas
É, acho que eu já vi isso

Ando sempre, ando em círculos
Déjà vu em cada instante
É apenas mais um ciclo
Nesse mundo roda-gigante

No fim da minha caminhada
Dos meus mesmos erros iguais
Tenho a alma rebocada
Para um lugar com mais paz

A vida me tira as cores
Despeço-me sem nem um oi
No enterro, as mesmas flores
De quando meu pai se foi
.
.
.
Visitem Gio
.

Um comentário:

Ana disse...

Gio,
já te disse que sou sua fã de carteirinha,
com pompons e bandeirinhas?
Pois sou.
Muito linda a poesia.
Tu é demais, mon Gio, adversário à altura!
Beijo! :)