Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Churrasco de Rico e de Pobre - por Ninguém Envolvente

O Churrasco tornou-se a principal diversão dos brasileiros nos finais de semana e feriados. Atinge a todas as classes sociais. Veja este estudo que define as características dos dois tipos principais: rico e pobre.

TRAJE FEMININO DE RICO: Calça cigarreti da Zara, bolsa Louis Vuiton, blusinha básica branquinha da Siberian e aqueles óculos Giorgio Armani originais, e ela sempre chega sozinha no seu carro, é claro.
TRAJE FEMININO DE POBRE: Minissaia curtíssima, blusinha C&A, chinelo ou tamanco.

TRAJE MASCULINO DE RICO: Bermuda Hugo Boss, camiseta da Brooksfield, óculos e aquela caminhonete.
TRAJE MASCULINO DE POBRE: Chinelo Rider, bermuda de uma calça jeans cortada com barriga saindo para fora, camiseta do Flamengo jogada nas costas, óculos de camelô R$ 5,00 ou bermuda de nylon sem camisa e descalço.

CRIANÇAS DOS RICOS: As meninas estão de rabo de cavalo, limpinhas e calçadas, brincando sentadinhas com uma boneca.
CRIANÇAS DOS POBRES: As meninas estão de chuquinha caindo, nariz escorrendo, gritando e correndo descalças com a mãe correndo atrás e gritando “Rosicreide, eu vou aí te bater, menina!”.

COMIDA DE RICO: Normalmente eles não comem, quando comem é um pouco de cada coisa, arroz com brócolis, farofa de frutas, filé, picanha, mussarela, sendo cada coisa comida a um tempo diferente e pausadamente. É comum também encontrar uma mesa de frios e outros aperitivos.
COMIDA DE POBRE: Vinagrete cortado em pedaços, farofa, salada de maionese, muita asa de frango com as pontinhas queimadas e linguiça com pão. Outra opção de carne seria a tradicional costela escorrendo óleo e fraldinha de promoção.

BEBIDA DE RICO: Homens, chopp da Brahma ou cerveja Heineken geladíssima. As mulheres bebem água tônica Citrus Schweppes ou Evian e refrigerante diet.
BEBIDA DE POBRE: Cerveja Belco e Kaiser, geladas no tanque de lavar roupa. Quem fica tonto mais rápido bebe, intercalado, água da torneira, Baré Cola, Fly ou Guaraná Sarandi. Não pode faltar a tradicional caninha da roça com limão.

PRATO DE RICO: Normalmente beliscam uma picanha ou filé servido em prato branco liso de porcelana, kani (carne de siri), queijos variados para acompanhar um bom vinho de safra acompanhado com taças apropriadas de cristal para água e vinho.
PRATO DE POBRE: Nos tradicionais pratinhos de plástico ou papelão, repetem a comida toda hora que não há fila. A bebida é servida no copinho de plástico (compra-se o número exato de convidados) ou aquele de requeijão ou geleia para convidados mais chegados: familiares, compadres ou algum cabo da PM, Corpo de Bombeiros, Escrivão da Polícia Civil etc. (os Vips).

MÚSICA DE RICO: Jorge Vercilo, Marisa Monte, Maria Rita etc. Até mesmo Lounge Music e Jazz. Pode ser que seja contratado um grupo que toca chorinho, mas só músicos formados em faculdade específica.
MÚSICA DE POBRE: Aquele pagodão de cair suor. Zeca Pagodinho e Jorge Aragão são os reis. Só CD pirata de 4 por 10,00 (mídia azul). O importante é tirar a galera do chão, depois de umas 3 horas de churrasco todos já estão dançando independentemente das idades ou credos. Também é organizado após as 3 horas o batuque nas panelas, mesas, latões ou quaisquer objetos disponíveis (músicas do Almir Guineto e sambas-enredo do passado). A mulherada tira a sandália porque não está acostumada, e bota a poeira pra subir.

CHURRASQUEIRO DE RICO: Contratado, trabalha normalmente no Fogo de Chão ou em algum buffet e traz consigo a equipe que serve os convidados.
CHURRASQUEIRO DE POBRE: Amigo de um conhecido que adora fazer churrasco e cada hora um fica um pouquinho na churrasqueira. Normalmente é um cara barrigudo que fica suando com uma toalhinha na mão (ele usa para enxugar o suor, para limpar as mãos e para qualquer outra coisa que ele precisar). Adora ficar jogando cerveja na brasa pra mostrar fartura!

O LOCAL DE RICO: Área coberta com piso de granito, existem mesinhas e cadeiras para todo mundo. Tem piscina, mas ninguém anima a se banhar.
O LOCAL DE POBRE: Local aberto, normalmente na laje, sol quente na cabeça ou chuva para apagar o fogo (então é improvisada a cobertura de lona somente para a churrasqueira), cadeira para quem chegar mais cedo (estes cedem o lugar para os idosos e grávidas atrasados, se for o caso), os demais ficam de pé, esbarrando uns nos outros e pisando no seu pé, mas não tem problema porque normalmente todo mundo tá descalço.

O FINAL DE RICO: Em menos de 3 horas, cada pessoa pega seu automóvel e vai embora. Todos saem em momentos diferentes para que o dono do churrasco possa fazer os agradecimentos.
O FINAL DE POBRE: Depois que todo mundo está bêbado, o dono da casa diz que tem que trabalhar cedo no dia seguinte. O pessoal ainda quer fazer vaquinha para comprar mais uma caixa de cerveja. Quem não tem carro pega carona ou vai de buzão mesmo. (Isso sem contar os que precisam curar o porre estabacados num sofá ou pelo chão mesmo, antes de pensar em ir embora). O pessoal de carro liga o som alto (pagode, é claro!) e sai buzinando, bêbado, sorrindo e gritando: “Valeu, maluco!!!”.
.
.
.

Nenhum comentário: