Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




sábado, 18 de julho de 2009

Disse Alguém: O Homem no Lixo é Lixo! - por Esther Rogessi

Epígrafe forte em meio a uma narrativa complexa!...
A princípio, digo que: o lixo é lixo e o homem é homem...
Em sequência: o homem no lixo é homem; o lixo no homem é lixo! O homem pode estar no lixo, sem ser; no lixo há recicláveis: matéria-prima para obras belas; no lixo, se pode encontrar pérolas!
“A Garça, a ave de plumagem mais branca, se alimenta do mangue e não se suja” – desta frase desconheço o autor. Enfim, complexidade!...
Filha de puta, nasce dela... Porém, pode não ser!
Filho de pastor... nem sempre é santo o pastor, menos ainda o filho!...
Discordo com a tese de que o homem é produto do meio...
O meio está no homem! Chegará a hora, o momento, em que ele sairá da aparente neutralidade e se posicionará naquilo que lhe aprouver. Amizades, influências... É só a agulha a romper o tecido para o costurar reto, quebrado, bordado com linhas diversas... Até mesmo com fios d’ouro!
O bom nasce feito e o mal urge!
Urgindo o mal, não prevalecerá contra a luz!



Inspirado em O Homem no Lixo é Lixo, de Alba Vieira.
.
.
.
.

Um comentário:

Ana disse...

Esther:
Adorei sua resposta ao post da Alba! Aquilo que ela escreveu dá mesmo o que pensar, não é?
Sua resposta ficou mesmo demais!
Beijo!