Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




domingo, 9 de janeiro de 2011

Lembranças da Berenice - por Adir Vieira

.
Ontem encontrei, nos meus guardados, um caderno da minha infância. É um caderno simples, de capa dura, de cor amarelo e com o desenho de uma joaninha na parte frontal. A joaninha parece pintada artesanalmente de tão perfeita.
Nos meus tempos de escola, tínhamos o hábito de, ao término das aulas, os amigos passarem um caderno entre si, onde cada um, em cada folha, ia escrevendo uma mensagem de carinho para o dono do caderno.
Já lá se vão mais de cinquenta anos e esse caderno foi do tempo em que eu cursava o terceiro ano ginasial (na minha época a nomenclatura dos cursos era outra).
Resolvi escrever este post para mostrar aos meus amigos blogueiros como é importante assegurar com imagens pela vida afora, as lembranças dos momentos bons.
Hoje sei porque guardei aquele caderno, mas na época em que o revesti com um plástico e o mantive no fundo de uma gaveta, meu ato foi banal.
Relendo-o, voltaram à memória amigos queridos e suas formas de viver a vida, suas maneiras de se dirigir a mim etc.
Como a da Berenice, uma menina magrinha de óculos fundo de garrafa e sempre com um sorriso nos lábios. Todas as vezes que ela por mim passava, sorria e dizia: - Adir, somar ou diminuir?
Guardem suas memórias fisicamente para poderem apalpá-las em momentos tardios da vida.
.
.
Visitem Adir Vieira
.

3 comentários:

Ana disse...

Diza:
Sabe que me lembrei que tive um caderno desse? Joguei fora há muitos anos, claro... Mas estes cadernos eram legais demais! Fez bem em guardá-lo!
Um beijo pro você!

Anônimo disse...

Avessa à etiqueta, costume,
boa maneira, educação
Porque "cabeça-vagalume"
às vezes lembra, outras não.

Mas hoje recebi o silêncio
e lembrei de você então
grata estou, então invento
versos pra agradecer atenção.

Recebeu tão bem a Anã
E com tanta delicadeza,
Só mesmo sendo irmã
Do Anjo A; _Que beleza!

Fui direto ao Duelos
junto ao seu nome estava
link de um blog tão belo
e vi o que não esperava

Simpatia que não acabava
tão lindas idéias, relato,
frases, cada palavra,
Me tocou, amei. Obrigado.

No dia me quebrou um galhão
ao receber essa criança
pois precisava fechar o caixão
de outra já sem esperança.

Te agradeço hospitalidade,
Cuidado, trabalho, carinho.
Te desejo felicidade
E alegria em seu caminho.

Diza disse...

Não dá pra agradecer
o que se recebe em dobro,
pois falar com essa coisinha
enche nosso coração de ouro.
Só vê-la tão espertinha,
diferente do comum das outras,
já é dádiva,
pra quem pode conviver de vez em quando.
sempre que for possível
repita a dose de novo,
pois contar com seu sorriso
já é um dos maiores bens.
Quanto a você,
parabéns,
pois pra ter essa menina
deve ter feito por onde.
Na vida nada é de graça
e você fez por merecer.
Agora peço desculpas,
por tentar te imitar
respondendo com esses versos
o primor que me mandou.
bjs,
Diza