Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




domingo, 28 de fevereiro de 2010

Apoteose - por Tércio Sthal

Para festejar
esquenta os tamborins,
e bate forte no pandeiro.

Alegria,
alegria,
alegrias, o tempo inteiro.

Relembra os mortos e afins,
nos sambas,
nas alegorias,
indicando à vida, o tempero.

Alinhava os cortes
e alinha os recortes.
A linha pronta,
agulha tonta.

A lépida tesoura
para si entesoura
o prazer de recortar
a dor do amor,
a dor de amar,
seja o que for,
na passarela
a passar ela
e a passar, passar.

Festa carne
em carne e osso.

Carne vale,
o vale tudo.
Vale até sangrar e fazer o mal.

Eis o final cinza do carnaval
tudo insosso
e choro mudo.
.
.
.
Visitem Tércio Sthal..........
.

Nenhum comentário: