Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Seus Olhos - por Ana

Seus olhos, contas negras,
Invadem tudo o que sou:
O que já fui, o que escondo,
O que esqueci, o que restou.

Seus olhos, que em sonhos vejo
Como espelhos da minha verdade,
Refletem se os meus atos
Mantêm a sinceridade

De minha alma exigente
Que prima pela excelência,
Que, quando erro, corrige
Entre a paciência e a inclemência.

Mas seus olhos, quando só seus,
Sem espelharem minha alma,
Transmitem a sua bondade,
Sua compreensão e sua calma.

Seus olhos são força viva
De inteligência sagaz;
Lagos densos, habitados
Por nenúfares e abissais.

Seus olhos, tantas tristezas,
Medos, desilusões...
E tolerâncias, amores,
Curiosidades, compaixões.

Seus olhos que trazem a mim
Aquilo que é, e o reverso,
Guardam o princípio de tudo
Até o fim... nosso universo.
.

2 comentários:

Thiago de Sá disse...

Perfeito!
Parabéns.
Um abraço fraterno.

Ana disse...

Ô, Thiago... Agradeço muito seu elogio!
Beijo.