Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




sábado, 15 de agosto de 2009

Tim Kretschmer, o Atirador - por Ninguém Envolvente

.
. .
.
Todo o meu ódio não pode ser medido
Eu não serei afogado por seus atos incosequentes.
Agora você pode tentar me puxar para baixo
Me jogar no chão. Eu verei você gritando.
Porque você está tentando fazer graça comigo?
Você acha isso engraçado?
Que porra é essa que você acha que está fazendo comigo?
Eu quero te matar e te violentar da mesma maneira que você me violentou
Eu puxarei o gatilho
E você já era, já era, já era

.(Trecho da música “Thoughtless” da banda Korn,
que seria sobre um garoto que é sacaneado durante o período escolar e um dia se revolta.)
.
.
Tim Kretschmer vítima ou vilão? Depende. Até que ponto pode-se suportar uma vida vazia e humilhações que vêm de todas as partes e de até mesmo pessoas que você admira?
Não é fácil lidar com o assombro de achar que não se sabe como viver e Tim estava assim, não sabia o motivo de estar aqui se a vida dele não era uma coisa que ele pudesse achar digna e ficou farto. Farto da felicidade alheia, farto de ser infeliz e farto deste sistema humano infeliz e hipócrita.
Mas teria ele o direito de romper a felicidade que os outros tinham? Porque Tim não canalizou seu ódio em algo produtivo como a música ou um esporte? Porque Tim não arrumou uma namorada para entender o que era amar e, por tabela, ser feliz? Ele pensou que não seria capaz.
A vida toda disseram que ele era um lixo e ele passou a se sentir como tal, ele foi vítima de uma sociedade que exclui pessoas intimistas, inteligentes e melhores que elas mesmas. Tim possuia um grande potencial e os outros sabiam, mas ninguém o deixava perceber o quanto ele era importante.
Nem todas as pessoas sabem lidar com a pressão de ser quem é.
Agora ele não passa de um NADA que matou mais de 15 pobres vidinhas felizes e nem sequer teve a chance de poder dizer o que ele sentia e o porquê tamanho ódio. O fato é que ele matou e está morto e nada vai mudar isto.
.
.
.
(Post publicado, originalmente, em 14/03/2009.)
.
.
.
.
.

Um comentário:

Ana disse...

Ninguém:
Legal seu post. Difícil mesmo entender estas coisas, as motivações da pessoas, o estopim...

Quanto ao duelo:
E aí? Achou muito fraco? Mas dá um desconto pra nós... foi a primeira vez que a gente duelou assim, a gente nem sabia como era...
E pilhar é bom! A gente se esforça mais!
E eu agradeço a sua torcida, a sua viracasaquice, o seu humor maravilhoso! Imperdível! Você e Fatinha foram o ponto alto do espetáculo! Vocês são demais!
Se o duelo tivesse ganhador, seria a torcida, com certeza!
Depois vou ao seu blog agradecer formalmente e aproveitar pra me divertir por lá!
Beijãozão pra tu!