Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Presente Grego - por Leo Santos

Quem viu o rubor na face de Selena,
amando ao dormido Endimião?
A perfídia maculando Helena,
fadando Tróia à destruição…?
Os portões abertos para “El greco”
ao cavalo-de-pau, à invasão;
Narciso desprezando Eco,
depois ecoando a maldição?

Eu vi Belerofonte matar Quimera,
forçado pelo ciúme de Proteu;
Penélope tecendo a espera,
fiel a Ulisses, amado seu;
Ora troianos, depois monstros e feras,
e os bons ventos que Eolo deu,
dissimulando que mendigo era,
vingou-se aos traidores seus.

Vi Apolo pós Dafne sofrendo,
veloz sobre passos infelizes;
A obtusa seta de Cupido fazendo,
o desamor. Eternizado sobre raízes;
O amor de Píramo e Tisbe ardendo,
e a parede contendo deslizes;
A sina do desencontro os tolhendo,
e a amoreira chorando em rubros matizes.

Vi Juno envolta em problemas,
testando seu ciúme amargo;
Seguindo Júpiter a duras penas,
o qual vagava a passos largos;
Metamorfoseando suas pequenas,
atribuí-lhas outros encargos;
Cem olhos vigiavam uma apenas,
sem sono, pro cansado Argos…

Vi outra imposição tirana,
a Acteon, o caçador vitimado;
Seus pares repousavam na grama,
e ele vagava desavisado,
deparou com a virgem nudez de Diana,
sem que tivesse procurado;
E a deusa em fúria insana,
o fez caça, por cães dilacerado.

Vi a mitologia grega,
forjando deuses mui humanos;
Mosaico que seguro chega,
a cinco ou seis mil anos;
Dois tipos de poetas cegos,
os contornos da alma apalpando;
Cronos corroendo os pregos,
e as tábuas da fantasia soltando…



Visitem Leo Santos
.
.

Um comentário:

Ana disse...

Leo:
Amei! Muito boa a poesia!
Um abraço!