Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




segunda-feira, 17 de agosto de 2009

No Meio do Duelo... - por Gio

(Paródia [obviamente, haha] de “No Meio do Caminho”, de Carlos Drummond de Andrade)



I.
No meio do duelo tinha um intervalo
tinha um intervalo no meio do duelo
tinha um INTERVALO (Entendeu agora?)
no meio do duelo não tinha uma desistência.

Nunca me esquecerei desse aborrecimento
às minhas pobres retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do duelo
viste uma desistência
mas era um intervalo no meio do caminho
no meio do caminho tinha um intervalo.
.
.
.
II.
No meio do caminho da Ana tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho da Ana
tinha uma pedra (E que pedra!)
no meio do caminho tinha um meteorito.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida da dama de língua tão afiada.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho da Ana
tinha “A Pedra”
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha o seu ego.
.
.
.
Resposta a Prá Gio II, de Ana.
Referência a Aos Guerreiros, o Descanso!, de Gio.
.
.
.
Visitem Gio
.
.

Um comentário:

Ana disse...

Adorei a parte I!!! Ri mil baldes!
Essa foi legal mesmo!
Beijo. :D