Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Distância Incompreendida - por Lu Aline

Não sei a que distância estou
do eu que me desespera.
Não sei, quando ando,
se me aproximo
ou me afasto.

Me preocupo em saber
se são teus olhos
que me sugam e repelem pra onde querem
ou se me prendo a eles, tragando a ti.

Mas sei que me despedaço
em quartos, terços e avos
tentando ser a metade
que possa lhe completar

Me desespero com a hora,
o carro, o vento, o passo, a chuva
e o que quer que me carregue
pra perto de tua distância.



Visitem Lu Aline
.
.

2 comentários:

Ana disse...

Muito lindo o poema, Lu. Lindo mesmo!
Beijo.

Lu! disse...

Obrigada. ^^