Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




sexta-feira, 10 de julho de 2009

Brasilândia! - por Ninguém Envolvente

Ontem (14/12/08) participei de um ato voluntário no bairro: Brasilândia (Zona Norte - São Paulo) organizado pelo Centro Espírita Batuíra. Distribuímos roupas, brinquedos e uma espécie de cesta básica para famílias cadastradas e assistidas pelo Batuíra.
Não foi um choque e muito menos um momento reflexivo de minha parte, sei que a pobreza existe (miséria mesmo) e sei quantas muitas pessoas precisam ter um empurrão para subsistir.
De qualquer forma, sabemos da pobreza e que devemos ajudar quando temos a oportunidade, sabemos que temos de respeitar o que temos e amar nossas coisas. Vamos o que de fato interessa: os olhos. Sim, os olhos dos destinatários de nossas doações.
Olhos que: agradeciam... se envergonhavam... Pediam mais, não acreditavam no que viam... Emocionavam-se e desacreditavam que aquilo tudo era deles e para eles. Olhos de gratidão, olhos de sofrimento, olhos de fé, olhos de caridade.
Só não encontrei os piores olhos: os de piedade.
Os melhores eram os olhos de descrença, os olhos que não esperavam tanto, que a meu ver era tão pouco e exagero dizendo “insignificante”, eu não soube calcular a necessidade de cada olho, mas no fundo sabia que todos eles voltariam para casa com o mesmo olhar: olhos de alívio.
Alívio por ter ganhado mais do que contava... alívio por ter recebido o almoço daquele domingo, alívio por saber que aquilo era de coração e não porque estávamos pagando nossos pecados por sermos tão inquietos com as coisas materiais que queremos e não temos o poder aquisitivo para ter. Era sinceramente pelo prazer de ver os olhos de alívio.
Um alívio divino mais do que merecido. E desejo que mais do mesmo ainda venha e terei a chance de na próxima doação encontrar apenas um novo olhar, aquele quase desconhecido na Zona Norte: Olhos de Fartura.



.

3 comentários:

Anônimo disse...

Isso porque ela naum se envolve em

Ana disse...

Legal sua atuação, sua disponibilidade para o outro e seu olhar para os olhares.
É de pessoas assim que o mundo precisa.
Um beijo.

Ana disse...

É verdade, Anônimo!... Imagina se ela se envolvesse...
rsrs