Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




segunda-feira, 27 de julho de 2009

Ana Hatherly (Biografia) - Enviada por Ana

Ana Hatherly (Porto, 1929) é uma poetisa, ensaísta, investigadora, tradutora, professora universitária e artista plástica portuguesa.
Membro destacado do grupo da Poesia Experimental Portuguesa nos anos 60 e 70, tem uma extensa bibliografia poética e ensaística. Dedicou-se também à investigação e divulgação da literatura portuguesa do período barroco tendo fundado as revistas Claro-Escuro e Incidências. Licenciada em Filologia Germânica pela Universidade Clássica de Lisboa, doutorou-se em Estudos Hispânicos do Século de Ouro na Universidade da Califórnia em Berkeley. Professora Catedrática da Faculdade de Ciencias Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa onde fundou o Instituto de Estudos Portugueses. Membro da Direção da Associação Portuguesa de Escritores nos anos 70, foi também membro fundador e depois Presidente do PEN Clube Português e Presidente do Committee for Translations and Linguistic Rights do PEN Internacional.
Em 1978 foi agraciada pela Academia Brasileira de Filologia do Rio de Janeiro com a medalha Oskar Nobiling por serviços distintos no campo da literatura. Em 1998 obteve o Grande Prêmio de Ensaio Literário da Associação Portuguesa de Escritores; em 1999 o Prêmio de Poesia do P.E.N. Clube Português; em 2003 o Prêmio de Poesia Evelyne Encelot, na França, e o Prêmio Hannibal Lucic, na Croácia.
Paralelamente tem uma carreira como artista plástica, iniciada nos anos 60, com um extenso número de exposições individuais e coletivas em Portugal e no Estrangeiro. Obras suas estão incluídas nos principais Museus de Arte Contemporânea portugueses e em coleções privadas nacionais e estrangeiras.
Diplomada em técnicas cinematográficas pela International London Film School, nos anos 70 foi docente na Escola de Cinema do Conservatório Nacional, e no AR.CO (Centro de Arte e Comunicação Visual), em Lisboa. Existem cópias dos seus filmes no Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian e no Arquivo da Cinemateca Portuguesa, em Lisboa.

Bibliografia

Poesia
1958 - Um Ritmo Perdido
1959 - As Aparências
1960 - A Dama e o Cavaleiro
1965 - Sigma
1967 - Estruturas Poéticas: operação 2
1968 - Eros Frenético
1969 - 39 Tisanas
1970 - Anagramático
1973 - 63 Tisanas: (40-102)
1980 - Poesia: 1958-1978
1982 - Ana Viva e Plurilida, in Joyciana
1983 - O Cisne Intacto
1988 - A Cidade das Palavras
1994 - Volúpsia
1997 - 351 Tisanas
1999 - Rilkeana (Prêmio de Poesia do PEN Clube Português)
2001 - Um Calculador de Improbabilidades
2003 - O Pavão Negro (Prêmio de Consagração da Associação Portuguesa de Críticos Literários)
2003 - Itinerários
2005 - Fibrilações
2005 - A Idade da Escrita e Outros Poemas (antologia)
2006 - 463 Tisanas
2007 - A Neo-Penélope

Prosa
1963 - O Mestre
1967 - No Restaurante, in Antologia do Conto Fantástico Português
1977 - Crônicas, Anacrônicas Quase-tisanas e outras Neo-prosas
1979 - O Tato, in Poética dos Cinco Sentidos
1983 - Anacrusa: 68 sonhos (sonhos da autora comentados por vários autores)
1999 - Elles: um epistolado (com Alberto Pimenta)
2004 - O Neo-Ali Babá, in Mea Libra - Revista do Centro Cultural do Alto Minho, nº 14

Ensaio e Edições Críticas1962 - Nove Incursões
1979 - O Espaço Crítico: do simbolismo à vanguarda
1983 - A Experiência do Prodígio: bases teóricas e antologia de textos-visuais portugueses dos séculos XVII e XVIII
1989 - Defesa e Condenação da Manice
1990 - Poemas em Língua de Preto dos Séculos XVII e XVIII
1991 - Elogio da Pintura de Luís Nunes Tinoco
1991 - A Preciosa de Sóror Maria do Céu
1991 - Lampadário de Cristal de Frei Jerónimo Baía
1991 - O Desafio Venturoso de António Barbosa Bacelar
1992 - Triunfo do Rosário: repartido em cinco autos de Sóror Maria do Céu
1995 - A Casa das Musas: uma releitura crítica da tradição
1997 - O Ladrão Cristalino: aspectos do imaginário barroco (Prêmio de Ensaio da Sociedade Portuguesa de Autores, 1998)
2002 - Frutas do Brasil Numa Nova e Ascetica Monarchia, consagrada à Santíssima Senhora do Rosario de António do Rosário
2003 - Poesia Incurável: aspectos da sensibilidade barroca
2004 - Interfaces do Olhar: uma antologia crítica / uma antologia poética
.
.
.
Fonte: Wikipédia
.

Um comentário:

Ana disse...

Nunca tinha ouvido falar nesta criatura...
Santa ignorância, Batman!