Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




segunda-feira, 29 de junho de 2009

Alexis Carrel (Biografia) - Enviada por Ana

Alexis Carrel (Lyon, 28 de junho de 1873 - Paris, 5 de novembro de 1944) foi um biologista francês. Estudou medicina na faculdade de Lyon e graduou-se em 1900. Depois emigrou para os Estados Unidos em 1904, onde permaneceu até 1938, data em que regressou à Europa.
Como não existiam anti-coagulantes nas transfusões sanguíneas na época, só eram possíveis mediante a ligação dos vasos do receptor aos do doador. Por essa técnica apresentada, que desenvolveu, e que permitiu as transfusões sanguíneas, Alexis Carrel recebeu o Nobel de Fisiologia ou Medicina em 1912.
Inicialmente ateu, converteu-se ao catolicismo após uma viagem a Lourdes em que testemunhou uma cura milagrosa. Foi membro da Pontifícia Academia das Ciências.
Em 1935, publicou “O Homem, Esse Desconhecido”, que foi traduzido e reeditado, transformando-se num grande sucesso mundial até a década de 50. Na obra, o leitor moderno encontra traços de eugenismo, incluindo a defesa da eutanásia de criminosos incuráveis e perigosos. Alguns trechos misóginos ou místicos podem igualmente chocar o leitor moderno desprevenido do contexto da época.
Sob o regime da França de Vichy criou a Fondation Française pour l’Etude des Problèmes Humains.
A cratera Carrel, no Mar da Tranquilidade da Lua, homenageia-o.

Obras
1935 - O Homem, Esse Desconhecido
1944 - La Prière
1950 - Réflexions sur la conduite de la vie (póstumo)
1959 - Voyage à Lourdes (póstumo)



Fonte: Wikipédia
.

Um comentário:

Ana disse...

Gente... Nunca nem tinha ouvido falar neste cara... Vivendo e aprendendo...