Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




domingo, 19 de setembro de 2010

Redenção - por Priscila Conrado

.
A falta que faz agora
É a mesma que fez sempre
Não vá de novo embora
Quero que de mim lembre

A solidão em minha alma é berrante
É inquieta, patológica e corrosiva
Consequência de sua vida errante
Traz consigo uma trajetória nociva.
.
.

2 comentários:

Anônimo disse...

Um brinde

A vida feita de desencontros,
Aos isólidos destinos
A felicidade dos outros
A inocência dos meninos


Aos livros não lidos
As fotos queimadas
A falsos sorrisos
A vidas por mim rasuradas.

Priscila Conrado.

margaridaaovento disse...

Gostei muito do seu poema, Priscila.
Parabéns,
Daisy