Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




quinta-feira, 4 de março de 2010

Tarde Demais - por Duanny

.
.

.
.
.
Eu estou me segurando na sua corda, estou a três metros do chão, e sim, eu estou ouvindo o que você diz, mas simplesmente não consigo emitir um som, você diz que precisa de mim e depois você me derruba, mas espere... Você diz que sente muito; não imaginava que eu me viraria e diria que é tarde demais para se desculpar. Eu disse que é tarde demais para se desculpar.

Então não me olhe assim. Você já deveria saber, me deixou à deriva como uma qualquer, enquanto eu me descabelava por sua causa. Acha isso legal? Mas não, chega! Agora é mesmo tarde demais.

Eu me arriscaria outra vez, eu levaria toda a culpa, sem ressentimentos. Embora tudo isso me faça sofrer, não me arrependo de nada, sabe porquê? Dependi de você como um coração depende de uma batida, como a garganta da voz, como a boca da saliva; mas isso não é novidade. Te amei com toda a minha intensidade, mas por sua culpa as paredes desse lugar parecem sangrar tinta, e você diz “eu sinto muito”.

Talvez fosse com um anjo, mesmo com aquele sorriso malicioso no rosto, no começo me trouxe tudo o que eu mais queria, e o céu me fez mesmo pensar que você era meu anjo, mas me deixou de lado, como uma prostituta, dentro de um bordel, com uma garrafa de bebida na mão, sei que dei a volta por cima e não me arrependo. Aquilo me fez amadurecer, mas agora é tarde de mais.

E agora é minha vez de te deixar à deriva, sinto muito.
.
.

.
Visitem Duanny
.

Nenhum comentário: