Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




domingo, 21 de junho de 2009

A Música de Minha Vida - por Adir Vieira

Convidada para uma Blogagem Coletiva, fiquei surpreendida comigo mesma, por não ter, especificamente, uma música para determinado momento de minha vida.
Posso atestar que sou musical desde que nasci.
Se é sim, seja ela qual for, me embala.
Confesso que meu sonho principal era ser cantora. Logo...
Na adolescência, as músicas, todas as mais tocadas, viviam em meus lábios enquanto trabalhava ou mesmo estudava. Colecionei, ouvi, traduzi, decorei, cantei todos os inúmeros sucessos americanos que um curso de inglês editou e comercializou em discos de vinil.
Em todos os momentos importantes, felizes ou cruéis de minha vida, a música esteve em primeiro plano. Mas agora, para determinar a música da minha vida, não lembro, de pronto, nenhuma.
Não acredito nessa minha afirmação e só para contrariar rebusco na memória, em segundos, enquanto revivo as passagens de destaque no meu viver e, de súbito, mais uma vez me surpreendo, por encontrá-la. Ei-la diante de mim e dos meus ouvidos, completa, verdadeira, sutil e real: WHAT A WONDERFUL WORLD.
A história que a permeia é singular, única, sofrida e sentida com todo o fervor. Era eu Gerente de Recursos Humanos de uma empresa de confecção. Atuante na área há quase vinte anos, era gata escaldada - admitia, demitia quando havia baixa de produção, sem qualquer problema. Mas, justo naquele dia, havia assinado a demissão em massa, de cerca de oitenta funcionários. A vontade de não ocupar aquele lugar na empresa, de não ser a mão que assinou os desligamentos, a grande tristeza de me colocar no lugar daqueles chefes de família, tudo isso me fazia sentir ser a última das criaturas.
E foi com esse estado de espírito que cheguei em casa, depois de rodar de carro por mais de duas horas.
Como para me chamar para a vida, ao entrar em casa, tive a maior das surpresas - meu marido, que não havia voltado para a empresa após uma de suas costumeiras reuniões com a equipe, chegou em casa antes de mim, preparou um jantar à luz de velas e me esperava com o intuito de me surpreender.
Lembro-me que ao ouvir o bater da porta, acionou o controle remoto do som ambiente e a música que se fez ouvir foi What a wonderful world.
A noite foi tão fantástica ao som dessa música... cada verso parecia sentir a minha tristeza, e o fato só foi dividido com o meu marido dois dias depois.
.
.
.



.
.
Visitem Adir Vieira
Louis Armstrong
.

3 comentários:

escrevinhadora disse...

Que interessante! Se alguém me perguntasse qual a música da minha vida, acho que também não saberia responder. Foram tantas canções importantes, marcando os mais diversos acontecimentos: uma paixão aqui, uma tristeza ali.
Se tivesse mesmo que escolher, seja pela variedade das músicas, seja pelos momentos tão maravilhosos que a vida me proporcionou, acho que elegeria Gracias a la vida" de Violeta Parra.

Ana disse...

Adir:
Esta música é lindissima! E muito legal a sua blogagem! Que dia, heim?! Triste mesmo...
Beijos.

Ana disse...

Escrevinha:
Engraçado... A música de Adir é What a Wonderful World e a sua Gracias a la Vida... Que coincidência!
Gracias é linda mesmo!
Beijos!!!