Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




terça-feira, 13 de outubro de 2009

O Nosso Amor a Gente Inventa - por Duanny

.
.

.
.
Eu amo você porque você é maravilhoso ou você só é maravilhoso porque eu te amo?! Acho que pra você isso não tem e nunca teve importância, desconfio que você é mais uma das minhas alucinações, mas acho que você foi uma das mais realistas.

Coloquei qualidades onde não existiam... na maioria das vezes elas realmente estavam ali, mas, mesmo assim, você tinha que ser perfeito, pelo menos pra mim. Eu escondia o que não queria ver e aumentava a idealização de como você era tudo.

Me fortaleci com esperanças e ideias inexistentes, achei que poderia estar certa e talvez apostar tudo o que eu tinha ali mesmo. Você nunca percebeu o quanto era perfeito, me disseram que você também sonhava comigo, você insinuava isso o tempo todo e eu achando que poderia, sim, dar certo.

Pra falar a verdade, sem nenhuma enrolação, acho que você cansou sem antes tentar, me fez acreditar em algo que nunca existiu, pra dizer apenas “Larguei de ser besta”. Deve ter largado mesmo, você nunca me olhou como antes ou falou comigo como se fôssemos os melhores amigos do mundo. Foi aí que eu vi como a perfeição é chata e patética: você começou a me enjoar. Claro, sentia saudade - penso que sinto até hoje - de ter a melhor pessoa comigo, mesmo como amigo.

Quem sabe um dia você vai olhar pra mim e pensar: “Devia largar logo de ser besta”. Mas o amor é assim mesmo, nunca vemos defeitos e sim qualidades, na verdade podem existir os piores defeitos do mundo, que o amor dá conta de deixar as minúsculas qualidades como se fossem as mais importantes.

Todos nós idealizamos a ideia de amor perfeito, de cara perfeito e de vida perfeita, mas quer mesmo saber? Isso tudo não existe, é só uma desculpa pra esconder a ambição, a cobiça, o desejo de ter o melhor pra si mesmo.

Quem sabe um dia as pessoas aprendam a se disfarçar de perfeição.

Quem sabe um dia a vida não dependerá do poder aquisitivo.

Quem sabe um dia eu esteja certa.

Quem sabe um dia eu olhe para trás com a certeza de que tudo valeu a pena.

Quem sabe um dia você veja aquela perfeição inexistente em mim.



Visitem Duanny
.
.

Um comentário:

Ana disse...

Idealizar o outro de qualquer forma ou a si mesmo de forma rígida sempre é uma roubada.
Perfeição? Estamos na Terra, baby... Isto inexiste aqui.
Adorei seu texto.
Beijo.