Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Não Provoque a Ira do Senhor - por Ninguém Envolvente

Um dia Deus, estressado comigo por todas as vezes que me rebelei contra minha aparência física, me sugestionou com a ideia brilhante de colocar aparelho nos meus dentes e consertar o meu sorriso torto.
A mão do Senhor não esteve em minha boca, ele não perde o precioso tempo fuçando no lixo, eis então que um de seus anjos decadentes vestido em um jaleco branco promete consertar o que tinha para ser consertado, no prazo máximo de três doloridos anos. No primeiro ano, eu agradecia a Deus por ter me dado a chance financeira de arrumar meu sorriso.
Veio então a primeira notícia profana que um servo do Senhor me disse com a maior naturalidade possível “Minha filha, vamos ter que arrancar quatro de vossos 28 dentes”. Como assim 28? Não era pra eu ter 32? Sim, era. Mas não nasceram os do siso e pela segunda vez, eu agradeci ao Senhor, pois se tivesse com meus 32 dentes, teria que arrancar 8 e não os 4.
Agora com 24 dentes na boca o tratamento em busca do sorriso perfeito continuou e passou o tempo de três anos e longe de acabar, meus dentes ainda estavam tortos e agora com 4 buracos dos dentes que faltam.
Neste momento de minha vida, eu pedia ao Senhor que tivesse piedade dos meus pecados, pedi perdão pelas vezes que dei risada do aparelho de cabeça que meu irmão usava, ajoelhei no milho pelas vezes que falei que tinha dentes de pônei e fiz promessa dizendo que nunca mais falaria do dente de quem quer que fosse.
Nada adiantou, foi quando percebi a fúria de Deus com minha pessoa. Tentei ter fé no Senhor, acreditei que ele me proveria, continuei então sendo uma serva do rebanho divino e só seguindo junto na boiada, passiva e conformada com a demora de ter dentes bonitos.
Hoje estou no sexto ano do tratamento ortodôntico, com meu bendito aparelho, os dentes mais amarelos que nunca (ainda bem que só restaram 24 – ficaria mais caro clarear 32-28), manchados, moles. Pasme: TORTOS.
Então Deus, ainda irado comigo, vai me fazer continuar o tratamento por mais 2 anos. Espero que o Senhor guie a indústria Lamen e a faça produzir novos sabores de miojo, porque sou obrigada a comê-los 4 vezes por semana devido às dores que sinto em minha boca. Senhor, acredito em ti, mas estou desconfiando que tu ó poderoso mestre, já está me sacaneando.

Ou fui Eva em minha vida passada, pois faz seis anos que não como uma maçã para não descolar meu aparelho, agora faz sentido o castigo do Senhor...



.
.

Um comentário:

Ana disse...

Ninguém:
Li este texto no seu blog e tive que ler por partes de tanto que eu ria! Até nos comentários de lá!
Tu é demais!
Agora, todas as vezes que vejo propaganda de pasta de dentes, de corega, quando alguém fala sobre dentista, eu me lembro e rio mais ainda.
Beijos!