Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




segunda-feira, 6 de julho de 2009

Carta ao Amor... - por Duanny

Se tiveres sede, serei a água cristalina.
Se tiveres fome, serei o bornal abençoado.
Se tiveres frio, serei de longe a manta agasalhadora.
Se tiveres calor, serei o vento brando que refrescará teus dias.
Sempre estarei aqui, de prontidão a teu lado.
Quando sentires a brisa a bater em teu rosto com suavidade, sou que te beijo com saudade.
Se não posso transmitir-te o almejado amor, servirei de escudo para tua dor.
Sei que agora é impossível e infeliz esse amor. E embora meu peito estoure de dor, quero ver-te feliz e casado.
Ah! querido meu, como é difícil amar... e ter de renunciar.
Amar é um belo verbo.
E quando conjugado em todos os tempos, singelo.
Quisera levar comigo uma harpa.
E destes versos fazer uma ária.
Porém nem tudo é possível, amor.
Nos meus padecimentos de dor.
Sejas feliz eternamente,
Que eu procurarei velar-te singelamente.
Desta que te ama com devoção.
Com toda a plenitude do coração.



Visitem Duanny
.
.

2 comentários:

_Gio_ disse...

É, tem gente que saber escrever coisas fortes... *clap clap clap*

Ana disse...

Duanny!
Tu tá demais, heim?!
Beijo.