Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




segunda-feira, 11 de agosto de 2014

A Língua de Eulália, de Marcos Bagno - por Kbçapoeta

 


     Um livro divisor de águas nas vias acadêmicas.
     A língua de Eulália mostra a riqueza cultural e o tênue poder que faz definir o que é certo ou errado no falar “oficial”.
     Bagno faz um breve relato sobre a origem linguística mundial e foca nos primeiros falantes brasileiros, ou seja, tupi, Guarani e suas adjacências, espanhol, português e árabe.
     A extinta língua geral, os rigores linguísticos, a força “inexplicável” da fala que molda o som  e o sotaque de cada região em uma linguagem leve e simples.
     Além dessa contribuição sincrônica da linguística brasileira, Marcos Bagno levanta a bandeira de um caminho ainda “demonizado” no meio acadêmico: Análise do discurso.
     Seja normativista ou não, língua de Eulália tornou-se leitura obrigatória para envolver-se nos meandros de nossa língua e fala.
 


                                                             Visitem Kbçapoeta


Nenhum comentário: