Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




sexta-feira, 11 de julho de 2014

O Coração Sempre Tem a Chave - por Tércio Sthal


ABRE A CABEÇA,
ANTES, DURANTE E DEPOIS
QUE TUDO ACONTEÇA.

















GRAÇAS A DEUS


Já não vivemos na Idade da Pedra,
temos sal e açúcar, aonde ir e onde ficar,
além de boas e eficientes armas
que podemos usar para nos defender e atacar.

E se pisamos em falsos mundos
ainda, assim, podemos encontrar
pessoas reais e verdadeiras
nas quais podemos confiar.

Se preferirmos sempre semear a boa semente
e se terra fértil formos plantá-la, poderemos ver,
que se não houver significativo contratempo
belas flores e bons frutos haveremos de colher.

Se soubermos que o comodismo e a preguiça são
os grandes e cruéis inimigos da prosperidade,
e que o dinheiro pode ser a raiz de todos os males,
ou o facilitador de momentos de felicidade,
distinguiremos os momentos para sorrir, e chorar.

Se recebemos um golpe e desistimos de lutar
já nos transformamos em perdedores,
mas se assimilamos e aprendermos a viver
podemos ser os grandes vencedores.

Graças a Deus, viver é saber chorar e sorrir.
Graças a Deus, viver é saber sentir e pensar.
Graças a Deus, viver é saber quando ficar, ou ir.
Graças a Deus, viver é evoluir, e avançar.

Ora como machado que corta a madeira
que depois de moldada serve de assento,
ora como a madeira que depois de cortada
serve bem ao intento de quem a cortou,
ora como a mão que conduz o machado
e a madeira para o fim que se pensou.

Graças a Deus, sabemos sorrir e chorar.
Graças a Deus, sabemos,  pensar e sentir.
Graças a Deus, sabemos quando ir, ou ficar.
Graças a Deus, podemos avançar e evoluir.

Nem tudo haveremos de aprender nas escolas,
mas a vida poderá nos mostrar a hora certa
e ainda que não saibamos descascar cebolas,
choraremos nos instantes em que ela nos desperta.

Graças a Deus, os nossos sentimentos
balizam os nossos comportamentos.



Visitem Tércio Sthal
.
.

Um comentário: