Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Lua - por Marília Abduani

Lua que paira na rua
eu fico na minha
e você, na sua.
Jogue pra mim teu beijo,
atice o meu desejo,
Ó, lua de flor.
Que eu sou frágil, sou menina,
lua de sonho e rima,
lua do meu amor.
Enquanto, à noite, eu moldo
a minha arquitetura,
saio de encontro ao teu brilho,
luz e calor.
E deixo no ar um aviso:
incandescência é preciso
eu bebo o seu sabor.
Enquanto a noite me acolhe,
eu deixo um pedido: me enlace,
não durma,
ó Lua, não chore,
que eu conto com o teu amor.


.

Um comentário:

Ana disse...

Marília:
Muito bonita...
Beijo.