Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Terna Lembrança - por Adir Vieira


Hoje é um dia realmente especial. Dia de Nossa Senhora Aparecida.
Era a santa de devoção do meu pai e com ele aprendi, fervoroso que era, a dedicar também a ela meus pedidos e agradecimentos ao longo da vida. Hoje, rezando aos seus pés e agradecendo a ela a minha vida, vejo a figura de meu pai, crédulo por demais. Vejo-o sentado na cama, com o pequeno quadro em que sua imagem foi emoldurada em mãos, rezando a cada manhã e impedindo-nos de entrar no quarto enquanto estivesse em oração. Lembro que quando comentávamos sobre qualquer dificuldade, ele dizia de pronto que ia pedir a nosso favor a Nossa Senhora Aparecida.
Vejo hoje, sobretudo, a importância do seu gesto, tão desconexo na sua candura, com aquele homem grande e forte. Gesto de determinação de valores morais e sentimentais, tão ausentes nos adultos de hoje. Sinto, em sua grandeza, a real importância da família no que diz respeito à formação das crianças e às sementes de amor e reverência às suas crenças que, por certo, carregarão para o resto da vida nos momentos cruciais.
Fico feliz, imensamente feliz, por essa lembrança terna e eternamente presente, do meu pai.



Visitem Adir Vieira
.

2 comentários:

Alba disse...

Diza, amei esse seu texto e me lembrei demais do Papai que foi sempre o nosso esteio espiritual. Calado, circunspecto e atento, ele guardava a todos nós do seu aparente distanciamento. E contava com Ela, a sua santinha protetora, cuja imagem foi herdada pela Cuca, a nossa irmã Maria Aparecida, nascida exatamente às seis horas da noite, hora da Ave Maria. Beijos.

Ana disse...

Meu avô era devoto dela. Pelo menos uma vez ao ano ia a Aparecida. Realmente, a fé é um apoio importante.
Beijo.