Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Lasta - por Kbçapoeta

Muito tempo usei para me perguntar:
Quando e como será o derradeiro adeus?
Será que os canários se porão a cantar?
Será que choverá como pranto de Deus?

Quantas brancas nuvens verei passar?
Quantos tardes de solidão, verei chover?
Será que alguma rosa verei desabrochar,
Com esses olhos que a terra há de comer?

Imagino um bucólico e poético anoitecer.
O lindo céu rosicler se tornará um breu.
O mais doce beijo minha face molhar,

Última chance de sentir os cabelos meus.
Suas lágrimas em meu rosto vão gotejar.
Usarei seu pranto como se fosse meu.




Visitem Kbçapoeta
.

2 comentários:

KBÇAPOETA disse...

POESIA de Noé

Quis fazer do nosso amor
Uma arca encantada
Que passaria por dilúvios e Tormentas.
Ah! Mágica encantada.
Que o galho de oliveira fosse seus lábios
Ao tocar nos meus.
O arco íris confirmaria
Uma divina aliança.
Seu corpo seria o édem esquecido.

Ana disse...

Uau! Soneto, Poeta?!!!! Tá demais mesmo!
Lindo!
Beijo.