Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




terça-feira, 22 de julho de 2014

Urgência - por Ana

Eu te amo
com a urgência de te olhar por dias seguidos
sem temores, sem iminência de separação;
com a urgência de dormir tranqüila, sem portas trancadas,
sem movimentos perigosos que venham nos arrancar de nós;
com a urgência de quem se debate
para acordar de um pesadelo quase eterno;
com a urgência de um guerreiro
que luta por sua vida para salvar sua alma;
com a urgência dos anjos
que velam pelos seres que, sós e cegos, se perderiam de seu caminho;
com a urgência de ver os dias que,
implacavelmente velozes e ininterruptos,
consomem e restringem o tempo do encontro pleno;
com a urgência que teme a morte
que virá, sempre breve, quando se é feliz;
com a urgência dos lábios adormecidos que sonham beijos doces;
com a urgência de ouvir uma voz única preencher todos os sentidos;
com a urgência de sentir na pele
a textura de seu corpo macio repousando, solto, sobre o meu;
com a urgência de minhas mãos
que aguardam te enlaçar e trazer para junto, definitivamente;
com a urgência de meus carinhos,
que necessitam se expressar e só existem para ti;
com a urgência de um coração que pulsa teu nome, aflito,
pedindo aos olhos tua imagem presente todos os dias;
com a urgência de minha alegria,
que surge quando te vejo.

Eu te amo
com a urgência que tem o rio de chegar ao mar, seu destino;
com a urgência dos amores proibidos em se tornarem vivos;
com a urgência de retomar um lindo sonho interrompido;
com a urgência de libertar minha alma de um feitiço cruel e incessante;
com a urgência da solidão que sabe sua companhia vindo.

Eu te amo
com a urgência deste sentimento que te acompanha ao longe;
inunda-te de carinho, desejo e paixão, se perto;
e que te faz sentir a mesma urgência,
arder no mesmo desejo, transbordar o mesmo carinho,
viver a mesma paixão.

Sempre.
.

Nenhum comentário: