Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Abismo - por Marília Abduani

A cilada em meu caminho
gradeou o meu carinho.
A viseira em meu peito
ofuscou-me o sonho perfeito.
Um noturno sentimento
fez sombra em meu momento.
A porta em minha tristeza
deixou minha alma presa.
Um abismo em minha alegria
enegreceu a poesia.
A falta de amor e sorte
transformou meu sul em norte.
Armadilha em meu perdão
transformou dor em paixão.
O desatino da guerra
explodiu minhas artérias.
A chuva na noite espessa
torturou minha cabeça.
Semearam a demência
em minha doce inocência.
O medo da solidão
apartou meu coração.
Plantaram pornografia
em meu jardim de alegria.
Um sonho imprevisível
deixou trauma irreversível.
Vinganças vis, estridentes
trituraram minha mente.
Um berro em minha garganta.
Quanto mais procuro a vida
mais a morte se agiganta.
.
.
.

Nenhum comentário: